GIRLS IN GREEN

O trimming, quando bem feito, pode transformar suas flores em verdadeiras joias! Aqui, vamos dar nossas dicas especiais para trimar sua maconha com sucesso.

Para algumas pessoas, trimar a maconha (ou fazer a manicure) é um momento gostoso, de se conectar com a planta e observar de perto os resultados do longo e árduo processo de cultivo. Para outros, é uma grande chatice. A gente respeita as duas posições, mas concordamos mais com a primeira. Afinal, não é todo mundo que tem a sorte de pegar sua florzinha entre os dedos e caprichar na tesourada para que ela se expresse da melhor maneira possível!

Mas entendemos: trimar seus buds, mesmo que sejam poucos, pode ser um trabalho detalhado, demorado e até um pouquinho entediante. Por isso, é bem importante estar preparada para passar boas horas se dedicando à tarefa. Playlists, podcasts, séries, filmes… tudo vai ajudar nesse momento — desde que, é claro, não atrapalhe seu foco e atenção.

Hoje, vamos falar mais sobre a arte da trima bem feita, sua importância e dar alguns conselhos de quem já passou horas e horas na função de embelezar as florzinhas. Existem diferentes técnicas e finalidades, e é preciso estar por dentro delas para fazer bonito na parte final da sua colheita.

Vem com a gente!

Foto colorida de uma mão com luvas de latex rosa, segurando tesoura vermelha de trimming em uma plantação de maconha outdoor
Foco na tesourada para finalizar sua colheita da melhor maneira possível!

Por que trimar a maconha é importante?

Fazer o trimming de forma correta vai separar as flores do resto da planta, tirando fora galhos, caules, folhas, sementes e tudo o que não deve ser fumado. Esses elementos também não fazem tanto sentido se seu objetivo é fazer extrações sem solvente, já que o conteúdo de tricoma nessas partes descartadas é baixíssimo — quando não é nulo.

Aparar um pouco antes da secagem, quando a planta ainda está molhada, remove a matéria desnecessária e reduz o teor de umidade nas flores, permitindo que elas sequem de forma mais rápida e uniforme.

Além disso, trimar sua maconha vai transformar completamente a aparência dos seus buds. Eles vão assumir um formato mais uniforme e atrativo, além de se tornarem mais fáceis de fumar depois.

É melhor trimar a planta seca ou molhada?

Você pode trimar a sua maconha seca ou molhada, mas esteja ciente de que cada técnica tem seus prós e contras! Vamos falar um pouquinho sobre elas?

Foto colorida da Alice sentada no chão com galhos  de maconha ainda com as folhas, pendurados no processo de secagem
Maconha secando para ser trimada seca

Trimar a maconha à seco

Se você escolher trimar sua maconha à seco, você deve cortar a planta e deixar ela em um quarto de secagem por vários dias. Quando ela estiver seca, você poderá sentar e trimar os buds um por um.

Prós da trima à seco

  • Manter as folhas no início torna o processo de secagem mais lento; isso pode ser ótimo em climas mais secos, como em algumas partes do Brasil, já que secar muito rápido pode causar uma perda excessiva de terpenos.
  • Os tricomas endurecem à medida que a erva seca, deixando tudo menos grudento na hora do “vamos ver”.

Contras da trima à seco

  • Os tricomas secos são menos pegajosos, mas são extremamente frágeis e mais propensos a quebrar. Por isso, você terá que tomar muito cuidado para preservar os tricomas e os níveis de THC das flores que colheu.
  • Pendurar plantas inteiras ocupa muito mais espaço do que se você descartar o excesso de material vegetal primeiro. Portanto, certifique-se de ter um espaço de secagem adequado antes de decidir trimar à seco!
Foto colorida de buds de maconha pendurados no processo de secagem
Maconha trimada molhada

Trimar a maconha molhada

O corte com a maconha molhada acontece de uma só vez: você corta a planta, corta os galhos, corta os buds, trima as flores e as coloca para secar.

Prós de trimar a maconha molhada

  • A remoção de folhas de açúcar e leque é mais fácil com umidade. 
  • Com menos folhas úmidas nas flores, a secagem acontecerá mais rapidamente. Isso pode ser bem útil para quem se preocupa com o mofo!
  • Se você estiver com pouco espaço, cortar a planta molhada pode ser uma boa para torná-las mais compactas e fáceis de distribuir para a secagem.

Contras de trimar a maconha molhada

  • Cortar uma planta molhada é bem grudento. Os tricomas vão ficar nos seus dedos, nas suas tesouras de aparar, no seu corpo, em tudo. Luvas são recomendadas; álcool ou óleo de coco é essencial.

Lembrando que…

Quando você vai fazer concentrados a partir de fresh frozen, deve obrigatoriamente trimar a planta enquanto ela está molhada e congelá-la em seguida. Mas isso merece um texto inteiro — já que a prática é bem diferente e tem vários detalhes!

Passo a passo: como trimar sua maconha

Seja à seco ou com a planta molhada, o processo de trimar os buds é praticamente o mesmo. Vem de passo a passo!

Você vai precisar de…

  • Tesouras para trima (preferimos as Chikamasa, mais especificamente as do modelo B-500S);
  • Tesouras de poda (úteis para galhos grandes);
  • Cadeiras confortáveis;
  • Uma superfície limpa, como uma mesa ou bancada de trabalho;
  • Bandejas e/ou tigelas para as flores;
  • Álcool isopropílico;
  • Panos e papel toalha para limpeza;
  • Roupas adequadas;
  • Opcional (mas interessante): Trim Bins
Foto colorida da alice sentada na caçamba de uma pick up, com recipientes cheios de galhos de maconha recém colhidos
Planta cortada com os galhos devidamente separados

Passo 1: corte a planta e separe os galhos

Usando uma tesoura de poda mais forte, corte os galhos, quebrando a planta em pedaços menores até chegar ao caule principal da planta, que pode ser cortado perto do solo.

Se for trimar à seco, você deve pendurar a planta para secar nesse momento. Você pode cortar os galhos e pendurar em redes ou cabides, ou pendurar a planta inteira. A gente prefere separar para que a secagem seja mais eficaz e com menos riscos de fungos. Aqui, a gente ensina mais sobre secagem!

As plantas que estão em processo de secagem estarão prontas para a trima quando os caules quebrarem, e não dobrarem. Pode levar cerca de uma semana em condições ideais e controladas.

Se escolher trimar a planta molhada, não se preocupe em secar e pule direto para o próximo passo.

Passo 2: remova as folhas-leque

As primeiras a dizer adeus são as folhas-leque. Se você nos ouviu e tirou elas antes da colheita, você ganha pontos e economiza tempo! Yay!

As folhas-leque são as icônicas folhas de maconha com cinco ou sete pontos. Elas são retiradas por não conter nenhum tricoma, ou uma quantidade muito ínfima para fazer diferença. Entretanto, elas são ricas em THCA e podem ser usadas para várias coisas — como já contamos por aqui.

Se você está trimando a planta molhada, pode ser mais rápido retirá-las delicadamente com as mãos, mas elas também podem ser cortadas com sua tesoura. Se trimar à seco, você precisará cortá-las.

Observação: a ordem das próximas etapas pode ser trocada de acordo com a sua preferência. Tem gente que prefere trimar a maconha no galho junto com as outras para ter mais estabilidade e um lugar para segurar; outros preferem fazer o buck down primeiro e trimar as flores já separadas dos caules. Fica aí a dica!

Passo 3: tire os buds do galho

Com as folhas-leque fora da jogada, corte as flores individuais dos galhos. Esse processo também é chamado de “buck down”. Normalmente, quem trima dessa forma cria uma pilha de flores em uma tigela e separa para a próxima etapa.

Galhos, caules e folhas-leque podem ser compostadas e ajudar no próximo ciclo!

Foto colorida de uma mão com luva de látex preto segurando buds de maconha durante o processo minucioso do trimming
Seguimos no processo minucioso do trimming

Passo 4: trime as flores

  • Apare o caule na parte inferior da flor o mais rente possível, para que ela não se quebre. 
  • Remova as pequenas folhas inferiores.
  • Apare a matéria vegetal extra e faça aquela manicure focada. Incline a tesoura para movimentos mais precisos. 
  • O objetivo é tirar tudo o que não tiver tricomas — e isso inclui os pistilos, por mais bonitos que eles sejam.
  • Coloque todas suas flores trimadas em uma tigela ou bandeja separada.
  • Se cortar a maconha molhada, você precisará colocar suas flores para secar por alguns dias. Se trimar à seco, já pode partir pro abraço e fechar os baseados mais lindos do mundo — ou curar. Saiba mais sobre secagem e cura aqui!

Dicas extras para os trimmers de plantão (ou de plantinha):

  • Guarde a sua trima! Você também pode usá-la para fazer comestíveis, óleos, tinturas, concentrados ou outros produtos de maconha.
  • Lembre-se de limpar sua tesoura com álcool ou trocá-la por outra quando ela estiver coberta de resina. Os tricomas acumulados vão atrapalhar sua precisão na hora do tic tic da tesourinha.
  • Alguns trimmers guardam o haxixe das luvas e da tesoura. Normalmente, ele é perfeitamente bom para fumar — dá para bolar um beck bonitão com haxixe para finalizar e comemorar a colheita no fim do dia.
  • Se você usar a Trim Bin, colete os tricomas que ficarem na parte de baixo. Isso é essencialmente um dry sift! Prense e use como preferir.

Trime suas plantas! É gostoso demais! 

E mostra lá no Instagram seu resultado pra gente: marca o @girlsingreen710 ou manda uma mensagem com sua foto fav do pós colheita.

Até a próxima!

guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vitor
Vitor
1 mês atrás

top