Saúde

TOSSE E USO DE MACONHA: QUAL A RELAÇÃO?

Tossiu, chapou? Bora entender porque a gente tosse ao fumar, e quando a tosse persistente pode se tornar preocupante para a nossa saúde pulmonar.

Se você é maconhista, deve saber que é quase impossível fumar um ou dar um dab sem pelo menos uma tossidinha de leve. E, embora a gente não precise necessariamente tossir para saber que bateu, essa ação é uma constante na vida de quem aprecia a planta. Entretanto, surge a dúvida: quando a relação entre tosse e maconha passa a ser preocupante para um usuário?

Embora a gente sempre goste de pensar que fumar maconha é melhor do que fumar tabaco, estudos indicam que a combustão da cannabis também está relacionada a liberação de mais de 100 toxinas diferentes. Ou seja: não é porque faz menos mal que não cause nenhum tipo de problema. Até porque só existe a Redução de Danos porque o dano tá presente!

Seguindo essa premissa, a gente precisa adotar várias estratégias de autocuidado—que sempre começam na informação. Aqui, mergulhe com a gente nessa temática a entenda quando a tosse provocada pelo uso de maconha pode se tornar uma preocupação.

 

É normal ter tosse ao usar maconha?

Sim! Tossir ao fumar um baseado ou dar um dab é uma resposta extremamente normal do nosso corpo. Isso acontece porque nossa garganta e nossos pulmões são revestidos com nervos sensoriais. Eles trabalham para detectar a presença de qualquer tipo de substância irritante nas nossas vias respiratórias. E esse é o caso da fumaça, ou mesmo de um vapor mais quente!

Se você inala algo que provoca irritação, esses nervos enviam sinais por todo o seu sistema respiratório. Isso produz um reflexo que faz você tossir. É basicamente a forma que seu organismo encontra para tentar se livrar de qualquer coisa que esteja incomodando seus pulmões. O objetivo é proteger suas vias respiratórias de possíveis problemas.

Isso é o que acontece quando você fuma maconha. A fumaça irrita suas vias respiratórias, fazendo com que seus nervos disparem um reflexo de tosse. É uma reação normal à inalação de qualquer tipo de fumaça.

 

A maconha pode danificar os pulmões?

O uso crônico de maconha através da combustão pode sim levar a danos pulmonares, como bronquite crônica e diminuição da função dos cílios nas vias aéreas, segundo uma revisão de estudos. A bronquite crônica é caracterizada por tosse persistente e produção de muco por períodos prolongados. Isso pode causar ainda mais irritação nas vias respiratórias. 

Além disso, o fumo de maconha (ou de qualquer outra substância) pode criar compostos tóxicos que têm o potencial de causar danos aos pulmões. Por isso, algumas das nossas maiores indicações quando o assunto é reduzir danos é o uso de piteiras e filtros, ou a vaporização.

Um estudo de 2012, que examinou especificamente a relação entre fumar maconha e função pulmonar a longo prazo, descobriu que quem fumava ocasionalmente não tinha tantos riscos de desenvolver uma redução na função pulmonar. Ao analisar indivíduos que fumavam ao longo de um período de 20 anos, os pesquisadores também não encontraram riscos sérios em quem usava a planta de forma crônica—mas deixaram claro que foi por ter uma amostra insuficiente.

Vale ressaltar que o ato de fumar maconha está associado a danos pulmonares duradouros se você também fumar tabaco. Um estudo de 2016 apontou que pessoas que fumavam as duas ervas tinham mais chances de ter função pulmonar prejudicada do que aquelas que só fumavam tabaco.

Portanto, é importante considerar os potenciais efeitos adversos do uso de maconha para a saúde pulmonar e tomar medidas para reduzir os riscos. Além disso, é essencial buscar ajuda médica se surgirem sintomas respiratórios preocupantes!

 

Quando a tosse fica preocupante?

A tosse pode ser considerada preocupante quando é persistente ou acompanhada por outros sintomas graves. Ela também é um problema quando interfere significativamente na qualidade de vida da pessoa. 

Aqui estão alguns sinais de alerta que podem indicar que uma tosse é preocupante:

  • Persistência: uma tosse que dura mais de algumas semanas, especialmente se não estiver melhorando ou piorando com o tempo;
  • Severidade: tosse intensa que é difícil de controlar ou que causa dor no peito, vômito, falta de ar ou tontura;
  • Tosse com sangue: qualquer tosse que produza sangue é um sinal de alerta. Por isso, deve ser avaliada por um médico imediatamente;
  • Sintomas adicionais: tosse acompanhada por outros sintomas preocupantes, como febre alta, perda de peso inexplicada, fadiga extrema, dificuldade para engolir ou rouquidão persistente;
  • Fatores de risco: se a pessoa é fumante, ex-fumante, tem histórico de exposição a substâncias irritantes ou tem condições médicas pré-existentes, como doenças pulmonares crônicas, a tosse pode ser mais preocupante e exigir avaliação médica.

Se alguém está preocupado com sua tosse ou se a tosse está interferindo em sua vida diária, é importante buscar orientação médica para avaliação e tratamento adequados. Um médico pode realizar exames, fazer perguntas sobre os sintomas e histórico médico da pessoa, e recomendar o curso apropriado de ação com base em sua avaliação.

 

Como evitar a tosse ao usar maconha?

Bora reduzir danos? Imagem: Girls in Green.

Bora então falar do que a gente gosta: Redução de Danos? Existem algumas medidas que podem ajudar a reduzir a tosse ao usar maconha:

  • Use doses menores: reduza a quantidade de maconha que você consome de uma vez. Isso pode reduzir a quantidade de fumaça que entra em suas vias respiratórias de uma só vez, o que pode ajudar a diminuir a irritação na garganta;
  • Inale profundamente e suavemente: ao fumar, faça inspirações profundas e suaves para evitar que a fumaça fique presa na garganta, o que pode desencadear a tosse. Evite inalar ou exalar com muita força;
  • Beba água: mantenha-se hidratado antes, durante e após fumar maconha. Beber água pode ajudar a aliviar a irritação na garganta e reduzir a probabilidade de tosse;
  • Utilize métodos alternativos de consumo: considere métodos alternativos de consumo de maconha, como vaporização ou comestíveis. Como não envolvem a inalação de fumaça, podem ser menos irritantes para as vias respiratórias;
  • Evite misturar com tabaco: se você costuma misturar maconha com tabaco ao fumar, considere evitar essa prática. O tabaco pode aumentar a irritação das vias respiratórias e piorar a tosse;
  • Use um umidificador: se você fuma maconha regularmente e enfrenta problemas de tosse crônica, considerar o uso de um umidificador em sua casa. Ele pode ajudar a manter a umidade do ar e reduzir a irritação das vias respiratórias;
  • Se proteja: use filtro para reduzir as impurezas do seu beck, e piteiras longas para fazer o resfriamento da fumaça. Além disso, não prenda a fumaça nos pulmões! Também evite o beck de pontas e, se for bolar com prensado, dê aquela lavadinha.

Se a tosse persistir ou se tornar preocupante, é importante consultar um médico para uma avaliação adequada e para descartar possíveis problemas de saúde subjacentes.

 

FAQ

Por que eu tenho tosse depois de fumar maconha?

Tosse após fumar maconha é comum devido à irritação das vias respiratórias causada pela fumaça. Assim como fumar tabaco, a fumaça da maconha pode irritar a garganta e os pulmões. Isso acaba desencadeando a resposta natural de tosse do corpo para tentar limpar as vias aéreas.

A tosse ao fumar maconha é perigosa?

Uma tosse ocasional após fumar maconha geralmente não é preocupante. No entanto, o uso regular e frequente de maconha pode levar a problemas respiratórios mais graves, como bronquite crônica. Além disso, a fumaça da maconha contém compostos tóxicos que podem danificar os pulmões ao longo do tempo.

Como posso evitar a tosse ao fumar maconha?

Você pode tentar reduzir a tosse ao fumar maconha tomando doses menores, inalando suavemente, bebendo água antes, durante e após fumar, evitando misturar com tabaco, considerando métodos alternativos de consumo (como vaporização ou comestíveis) e utilizando um umidificador em casa para manter a umidade do ar.

A tosse ao fumar maconha pode indicar problemas de saúde?

Tosse ocasional após fumar maconha geralmente não é indicativa de problemas de saúde graves. No entanto, se a tosse for persistente, grave, acompanhada de outros sintomas preocupantes (como sangue na expectoração, febre ou perda de peso não explicada), pode ser necessário consultar um médico para avaliação adicional.

A tosse ao fumar maconha pode levar ao câncer de pulmão?

A relação entre o uso de maconha e o câncer de pulmão não é totalmente clara. Alguns estudos sugerem uma associação entre o uso frequente de maconha e o aumento do risco de câncer de pulmão, enquanto outros não encontram uma ligação significativa. Mais pesquisas são necessárias para entender completamente os potenciais riscos para a saúde pulmonar associados ao uso de maconha.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments