GIRLS IN GREEN

Uma das coisas que mais ajudam a sua cannabis a crescer bem, saudável e livre de pragas é a poda e a desfolhação! Aqui, vamos te mostrar porque elas são tão importantes e como você pode fazê-las e ainda aproveitá-las para propagar as suas plantas!

Sua cannabis precisa de uma terra rica em nutrientes, “comida” saudável, amor e de algumas técnicas essenciais de poda e desfolhação também! Por mais que esses processos pareçam “fáceis” ou até desnecessários para você, é essencial que você faça eles direitinho para que a plantinha cresça com muita saúde para chegar a um resultado final lindo na hora da colheita. Além de serem fundamentais para o desenvolvimento controlado, essas ações evitam pragas, mofo e melhoram a circulação de ar entre os galhos e folhas da erva.

Existem algumas técnicas diferentes de fazer isso, e elas também podem ser ideais para se pensar em conjunto com a clonagem das suas strains favoritas. Afinal, como estamos falando de processos um tanto estressores, é melhor “matar dois coelhos” de uma vez só, né?

Aqui, vamos te contar um pouco mais sobre a poda, a desfolhação e o topping – três etapas interessantes para qualquer grower. Bora aprender mais sobre elas?

Poda e desfolhação

A poda e a desfolhação são fundamentais para melhorar a qualidade e o rendimento de suas plantas de cannabis. Além disso, essa prática vai te aproximar das plantinhas, permitindo que você entenda melhor o seu crescimento e verifique sua saúde. Vamos contar uma coisa engraçada para vocês – mas um dos nossos momentos favoritos do cultivo é esse, mesmo que dê um trabalhinho.

Os ramos e folhas que são retirados podem ser usados ainda! caso seja um ramo, pode ser usado como clone e as folhas podem ser usadas para fazer sucos ou como composição para a composteira!

O corte dos galhos extras e o descarte de folhas permitirá que a planta redirecione sua energia e recursos para as áreas de qualidade, que receberão mais luz, aeração, e serão mais importantes para um cultivo saudável. Outra prática essencial é retirar as folhas amarelas ou mortas da planta – elas não trazem nenhum tipo de benefício, e ainda podem ser um foco perfeito para as pragas de plantão.

A poda ainda vai criar um espaço mais aberto no meio da planta, permitindo que o ar circule mais livremente – o que evita o surgimento do tão terrível mofo! Além disso, esse processo ajuda a garantir que a luz vai penetrar de forma fácil, alcançando desde os galhos mais altos até os mais baixos.

O que procurar ao fazer a poda e desfolhação

Se estamos falando de uma planta que você deseja colocar para florescer, precisamos ter em mente que os buds serão formados nos galhos que mais recebem luz, como os do topo. Portanto, ao realizar a poda e desfolhação, você pode retirar:

  • Ramos baixos que recebem pouca luz. Eles não irão florescer, e só irão fazer sua plantinha gastar energia desnecessária;

  • Folhas amareladas ou secas, mortas por falta de luz;

  • Ramos que podem vir a florescer, mas que não estão recebendo luz o suficiente (e que podem virar um clone);

  • Qualquer galho que apresente características não-saudáveis, como focos de pragas ou mofo.

As folhas e ramos que seriam descartados podem ser um bom alimento para a sua composteira!

Técnico fazendo o processo de poda em plantas mães (que são usadas para tirar clones) em um laboratório de extratos medicinais no Uruguay.
Técnico fazendo o processo de poda em plantas mães (que são usadas para tirar clones) em um laboratório de extratos medicinais no Uruguay.

Quando fazer a poda?

Nos estágios iniciais do crescimento, uma planta é estreita o suficiente para que a maior parte da folhagem receba bastante luz; mas, a partir do momento que elas começam a ficar mais densas, já pode ser o momento para pensar as podas. À medida que uma planta cresce, ela começa a tomar forma e a se definir. Isso lhe dará uma ideia de onde os buds de qualidade crescerão, para que você possa começar a remover as porções menos necessárias.

Você pode podar a sua planta até cerca de 3-4 semanas no estágio de floração, no qual a planta passa a dar menos atenção para suas folhas e galhos e se volta à produção de buds. Se você fizer a poda nesse momento, ela pode se voltar à recuperação, o que diminuirá o tamanho e a qualidade da sua colheita.

Também é interessante você seguir o calendário biodinâmico: o ideal é realizar a poda nos dias de flor (assim como os outros passos, como germinação, transplante e clonagem). Confira aqui:

Dando forma para a planta da cannabis: poda topping + amarras
Dando forma para a planta da cannabis: poda topping + amarras

Como podar suas plantas de cannabis

  • Pegue um par de tesouras de poda para trabalhar rapidamente em pequenos galhos e folhas. Tenha um par adicional com mais força por perto para cortar galhos maiores.

  • Mantenha suas tesouras afiadas e faça cortes limpos – isso vai manter a planta saudável e evitar infecções e danos.

  • Remova os galhos grandes primeiro. Isso vai permitir que você limpe o máximo de espaço possível antes de começar o trabalho mais detalhado. Você pode começar, por exemplo, com galhos no fundo da planta. Eles não recebem luz solar suficiente e nunca se tornarão buds totalmente desenvolvidos.

  • Corte os galhos que estão crescendo no meio da planta. Esses ramos ficarão sombreados e também dificilmente desenvolvem flores completas.

  • Tire qualquer folha ou galho menor e com aparência de moribundo.

  • Nos dias seguintes à poda, suas plantas devem passar por uma explosão de crescimento.

Plantas madres que já foram limpas, abaixo da tela não chega a luz e portanto não faz sentido manter os ramos pequenos
Plantas madres que já foram limpas, abaixo da tela não chega a luz e portanto não faz sentido manter os ramos pequenos

E meninas, o que é topping (poda apical) mesmo?

Topping é uma técnica bem comum no cultivo de vários tipos de vegetais! Ele consiste em cortar a parte superior de uma planta para interromper seu crescimento para o alto, promovendo um crescimento mais lateral.

Embora possa parecer estranho cortar e jogar fora parte de sua planta de cannabis, tenha certeza de que o topping é uma etapa essencial para manter suas plantas saudáveis e obter rendimentos de qualidade (e, se você bem lembra, o seu corte bem feitinho pode virar um lindo clone)!

Esse procedimento deve ser feito durante o ciclo vegetativo da sua erva, para ajudar a redistribuir os hormônios do crescimento do caule principal para novos ramos e caules mais abaixo na planta.

Na internet encontramos muitas informações sobre Poda Apical, que é apenas uma outra nomenclatura dada ao toppin.

O topping e a forma de uma planta de cannabis

Se deixar crescer por conta própria, uma planta de cannabis vai crescer verticalmente, concentrando sua energia em um caule principal. O resultado é praticamente uma árvore de Natal: um grande galho dominantes e outros vários pequeninos na volta. Esses caules menores vão dar buds menores e não tão bons, e sua colheita vai, como podemos dizer, flopar.

  • Cortando o caule principal, a planta direciona suas energias para os ramos laterais menores, que crescerão. E é isso que é o topping!

Com o tempo, esses galhos laterais também podem ser cortados com esse método, o que criará mais caules laterais e fará com que a planta cresça ainda mais. Fazer isso também criará mais espaços para buds de uma maneira descentralizada, de forma a aumentar o rendimento da sua cannabis.

Processo de “limpar as canelas” das plantas ou defolhação para tirar os galhos e folhas que não estão recebendo luz
Processo de “limpar as canelas” das plantas ou defolhação para tirar os galhos e folhas que não estão recebendo luz

Para fazer o topping, você precisa:

  • Separar e desinfetar suas ferramentas. A gente recomenda, assim como para a poda, uma tesoura de jardinagem bem afiada. Quanto mais afiada, melhor – você precisa fazer um corte bem limpo. A ferramenta deve ser esterilizada com álcool para ajudar a prevenir infecções na planta (isso é muito raro, mas, como já diria minha mãe, o seguro morreu de velho).

  • Decidir onde fazer o seu corte. Você pode fazer um topping ou fimming, dependendo de onde cortar. Com o topping, você vai retirar o “broto” mais novo, na ponta do caule principal ou em um galho; enquanto isso, com o fimming, você vai cortar a metade superior desse broto. O topping criará dois novos caules a partir de onde você corta, enquanto o fimming pode criar de 3 até 8 novos caules!

  • Monitorar os resultados. Com as duas técnicas, você verá a planta direcionar mais energia para os galhos inferiores das plantas e começarão a alcançar o caule dominante recém-treinado. Levará algumas semanas para a planta se recuperar completamente; nesse ponto, os galhos poderão podados novamente, se você quiser.

Aproveite esses momentos para observar tanto a sua planta e quanto o solo onde ela está. As técnicas de poda, desfolha e topping também fazem parte da proteção integrada contra pestes – que busca, de uma maneira bem limpa, evitar a contaminação de plantinhas por pragas de uma maneira que não prejudique sua qualidade e nem a do solo onde ela está. Mas, além de tudo isso, é o momento de relaxar, conectar com suas cannabis e entender melhor esse processo tão lindo que é o crescimento.

E aí, gostou de saber mais sobre isso? Tem alguma dica interessante pra nos dar? Fica à vontade pra deixar seu recadinho aqui nos comentários – que a gente AMA ler!

guest
7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
gustavogmrr@gmail.com
1 ano atrás

Obrigado pelas informações, não conhecia o site, parabéns

gustavogmrr@gmail.com
1 ano atrás

Obrigado pelas informações, não conhecia o site, parabéns

gustavogmrr@gmail.com
1 ano atrás

Obrigado pelas informações, não conhecia o site, parabéns

Gustavo
Gustavo
1 ano atrás

Obrigado pelas informações, não conhecia o site, parabéns

Cláudia
Cláudia
3 meses atrás

Tutorial Seria interessante

Carol
Carol
1 mês atrás

Acabei cortando todo o topinho do galho principal tem uns 2 dias e ela realmente n está crescendo, será que matei? 😅