Redução de Danos

Conheça os tipos de seda e veja como escolher a melhor para você

Será que é o papelzinho que vicia? Disso a gente não sabe, mas sabemos que ele faz toda diferença na hora de fechar aquele bem bolado. Se liga aqui nas nossas dicas para escolher a melhor seda para você!
 

No Brasil, brincamos muito sobre qual é o efeito que o “papelzinho” pode causar, mas a realidade é que pouco sabemos sobre o que compõe a nossa seda! Afinal, um dos métodos mais populares de consumo da maconha é através do famoso baseado, ainda mais por aqui, onde vaporizadores e outros tipos de apetrechos ainda não são tão difundidos. 

Mas também temos a sorte de contar com marcas brasileiras que se preocupam com a Redução de Danos, não só para o usuário mas também para o meio ambiente. Um exemplo perfeito é a nossa parceira Bem Bolado, que traz uma variedade gigantesca de materiais e opções para todos os lugares desse Brasilzão. 

Então, sem essa de fumar no sedanapo ou na folha de caderno! Aqui, vamos contar mais a você sobre quais critérios preferir em uma seda, quais são os tipos disponíveis no mercado e como escolher as melhores para fechar aquele beck lindo de encher os olhos (todo alinhado com as estratégias de RD, que são fundamentais)! 

Vem com a gente aprender tudo isso.

 

Quais critérios tornam uma seda boa?

sedas
Seda promocional da Bem Bolado com a GG! Imagem: Girls in Green.

Nos estudos feitos pela equipe do SENAI com todas as linhas de papéis produzidos pela Bem Bolado Brasil, foram realizados ensaios físicos e ópticos. O experimento foi dividido em cinco principais critérios de avaliação em relação à qualidade do papel: transparência, alvura, resistência de passagem do ar, gramatura e teor de cinzas.

  • TRANSPARÊNCIA: o que basicamente define a característica da seda é o refinamento. Quanto mais transparente, mais o produto foi refinado.
  • ALVURA: também chamado de branqueamento, é a purificação do papel. É justamente neste processo que a linha Premium da Bem Bolado se destaca com um imenso diferencial: seu processo de alvura é feito com ozônio, ou seja, totalmente livre de aditivos químicos e total redução de cargas poluentes ao planeta.
  • RESISTÊNCIA DE PASSAGEM DO AR: é sobre aquela tal queima lenta que sempre buscamos com as sedas que compramos. Isso diz respeito ao teor de fibras e finos presentes na matéria-prima para a fabricação de sedas. Quanto mais alto o teor de finos, mais alta será a resistência de passagem do ar, resultando em uma queima mais lenta. Quanto maior o teor de fibras, menor será a resistência de passagem do ar, resultando em uma queima mais rápida.
  • GRAMATURA: diz respeito à medida para a densidade e o peso do papel. Dessa forma, quanto menor a gramatura, mais leve e fino será o papel.
  • TEOR DE CINZAS: as diversas sedas da Bem Bolado foram submetidas a temperaturas altíssimas, até 950º C, para que os teores de resíduo encontrados nas cinzas do papel pudessem ser medidos. Quanto maior o teor de cinzas, maior a quantidade de sais minerais e outras substâncias inorgânicas na amostra.

 

TESTE SUA SEDA

Você pode comprar várias sedas e compará-las, fazendo esse teste na sua casa. Além dos que dizem respeito à aparência e aos processos utilizados na fabricação de cada uma, você também pode fazer a testagem do teor de cinzas. Basta queimar diferentes sedas em um pires branco e ver de qual delas restam menos cinzas. Quanto menos sobrar, menos vai parar no seu pulmão a cada tragada.

A partir desses critérios, também podemos entender melhor cada tipo de seda disponível nas headshops e tabacarias.

 

Tipos de seda

Existem vários tipos de seda diferentes para sua sesh. Imagem: Girls in Green.

Agora, vamos para aqueles famosos tipos de seda que vemos escritos na própria embalagem. Afinal, qual a diferença entre uma tradicional e uma slim, por exemplo? Para resumir, é o seguinte:

Sedas tradicionais

O tipo de seda mais comum é a seda branca, que geralmente é vendida como tradicional. Vale lembrar que, para ficar branca, a seda passa por um processo de alvejamento com produtos químicos, geralmente cloro. Para reduzir danos, recomendamos a busca por papéis livres dessa substância, como as sedas originais da Bem Bolado.

Seda slim

A principal característica da seda slim é a textura e a gramatura do papel, que é mais fino e um pouco transparente. Esse tipo de seda gera menos resíduo na carburação, e acaba sendo uma boa opção para quem não curte aquele gostinho de papel. Ela é um pouco mais frágil, perfeita para bolar aquele fininho. Além disso, a seda slim tem uma queima mais lenta. Então, se você quer aproveitar o seu ritual por mais tempo, ela também é bem interessante!

Seda marrom ou brown

Por não passar por tantos processos de refinamento e alvejamento, a brown é a queridinha para aquele beck mais natureba. A seda marrom é bastante popular, por ser mais leve e ter um gosto mais suave. A gente adora a brown da Bem Bolado (que inclusive é a favorita da redatora aqui).

Celulose

A seda de celulose também tem vários fãs, mas nem todo mundo curte bolar com ela. Sua textura é um pouco diferente do papel, o que pode tornar o ato de bolar um pouquinho diferente. Mas é tudo questão de costume! Além disso, o baseado fica todo diferentão com a transparência da celulose. Um luxo, gente.

As sedas de celulose da Bem Bolado são super legais pois, além de eco-friendly, elas são 100% biodegradáveis, não precisam de cola e tem a combustão mais lenta, o que faz seu beck durar bem mais.

Cânhamo ou hemp

Outro tipo de seda incrível é a de cânhamo, ou hemp. Ela é feita com tipos de cannabis que possuem menos de 0.3% de THC, e são utilizadas por suas fibras para produzir de tudo – até mesmo plástico. Ela é mais ecológica e agride menos o meio ambiente. A versão da Bem Bolado é 100% orgânica, livre de cloro e ultrafina.

Aqui no blog, já contamos como o cânhamo é maravilhoso para o planeta. Vem ler tudinho!

Seda Premium

Cada marca tem suas especificações no caso de sedas premium. A da Bem Bolado é aquela top quality, perfeita para o público mais exigente. As sedas são fabricadas em Alcoy, na Espanha, pela Iberpapel. É a mais tradicional fábrica de papel para fumar do mundo! Produzidas com energia limpa, sem cloro nem química, o papel Premium é classe A, tem gramatura 13 g/m² e é encontrada em duas medidas diferentes.

 

E quanto ao tamanho, meninas?

O tamanho da seda pode variar bastante, e vai mais de acordo com o gosto de quem vai bolar. As que normalmente encontramos por aqui podem ser:

  • Single wide: tamanho mais comum, considerado o tradicional das sedas.
  • 1 e ¼: um pouco maiores do que as single wide, essa seda tem o tamanho da de um cigarro comum de tabaco.
  • 1 e ½: um pouquinho maiores que as 1 e ¼, não mais comuns em lugares como a Europa e os Estados Unidos.
  • King size: perfeita para o beck da galera, já que é praticamente o dobro do tamanho do single wide. 

 

Acreditamos na informação como uma das estratégias de redução de danos mais importantes para trazer consciência e levantar o debate sobre os possíveis danos que as substâncias podem causar. Além disso, colocar luz sobre a temática do auto cuidado é algo que valorizamos muito na comunicação com o público. E vocês já devem estar cansados de saber, né?

Então, é preciso lembrar que o papelzinho pode não ser bom, dependendo da sua escolha na hora de fechar. Certifique-se que a marca que você está usando passa por processos confiáveis antes de fumar. E não se esqueça de que beck bom é beck com piteira longa para resfriar a fumaça e filtro para retirar as impurezas!

E aí, curtiu o texto de hoje? Qual a sua seda favorita para fumar? Conta aqui pra gente nos comentários!

 

Editado em: 04 de janeiro de 2024.

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rafael
Rafael
1 ano atrás

geniaaal <3