Cultura

Terpy Social Club: O clube mais hype de Barcelona

Em março, a Spannabis movimentou a cena canábica de Barcelona. Enquanto estávamos lá, conhecemos o Terpy Social Club. Vem saber mais!

Barcelona é uma cidade encantadora: vibrante, cheia de contrastes, e com pessoas incríveis e alegres. E os clubes canábicos contribuem muito para isso! Mesmo em um cenário bastante instável no que se refere às leis voltadas à regulamentação da maconha, muitos espaços conseguem sobreviver e se fortalecer na base da resistência. Um dos nossos favoritos é o Terpy Social Club, que tivemos o prazer de conhecer no último mês.

O clube é lotado de produtos de qualidade e pessoas que vivem pela cannabis, e conta com um espaço lindo. Por isso, ele já virou nossa recomendação número um pra quem vai visitar a Espanha nos próximos dias, semanas, meses… Vocês entenderam, né?

Então, para que vocês possam se apaixonar tanto pelo Terpy quanto a gente, trouxemos uma entrevista com a Ana, reponsável pelo marketing do espaço. Ela contou para a gente um pouco mais sobre a história do local e curiosidades sobre como são as coisas por lá.

Acende um e vem com a gente!

Como surgiu o Terpy Social Club?

alice e flynn no terpy social club.
Alice e Flynn no Terpy Social Club, em Barcelona. Imagem: Socialweed.co.

Os clubes de Barcelona são um modelo único, que não é encontrado em nenhum outro lugar do mundo. “Queríamos fazer parte dessa apresentação para o mundo. Queríamos contribuir para que este modelo crescesse”, conta Ana.

Então, o grupo começou a trabalhar e pensar em como fazer o Terpy realmente representar esse modelo de consumo que conhecemos e amamos. Ele serve para quem é como nós: curiosos, atentos e que não se identificam com a imagem tradicional do consumidor de maconha.

Segundo Ana, o conceito do Terpy vem do incrível vídeo de Yung Terps. Então, o Terpy Social Club abriu as portas em julho de 2021, um momento bem crítico pós-Covid. Quase dois anos depois, eles colecionam uma comunidade incrível e cheia de carinho. Além disso, diversas conquistas o tornam diferente de todos os outros clubes que já fomos.

Mas porque o Terpy é diferente de outros clubes?

Basicamente, todas as pessoas que trabalham no Terpy tem uma missão muito especial. Seu lema é “make cannabis social clubs social again”, ou, em bom português, “torne os clubes sociais de cannabis sociais de novo”. E essa é uma tarefa extremamente importante para garantir a manutenção desses espaços tão tradicionais para a cultura canábica da região!

Ana explica que, mesmo com a constante expansão dos clubes, seu conceito estava se perdendo ao longo do caminho. E, embora existam evoluções positivas, é fundamental manter a essência. Afinal, esses são espaços fundamentais para criar comunidades, além de fornecer informações, produtos de qualidade e apoio para quem precisa.

“É preciso preservar a essência que nos diferencia, que proporciona uma experiência diferente de tudo o que se encontra no resto do mundo. E, além disso, é preciso avançar na legalização da cannabis em nosso país.”

Dificuldades dentro do cenário canábico espanhol

Como já falamos bastante por aqui, a maconha vive tempos muito nebulosos pela Espanha. A regulamentação enfrenta entraves políticos que tornam extremamente difícil o funcionamento dos clubes — muitos, inclusive, tiveram que fechar suas portas por conta disso. 

O Terpy segue firme e forte na missão. Mas, de acordo com Ana, não é nada fácil: a insegurança pesa na rotina de quem trabalha com maconha pelo país, e a realidade é muito diferente do que parece ser para quem apenas passa por lá para turistar. Muitas pessoas abrem mão da sua vida e da sua liberdade pela planta. E nós sabemos que as coisas não deveriam ser assim.

Outra grande dificuldade é o hate nas redes sociais. Só em 2022, a conta da Terpy no Instagram (@terpybcn) foi bloqueada 21 vezes — mesmo sem postar nada de maconha. Ana explica que muitos concorrentes usam as políticas proibicionistas das redes justamente para enfraquecer outros clubes. Um jogo bem sujo, né?

Isso escancara bastante a desunião no cenário canábico que, aparentemente, afeta todo mundo. Infelizmente, a gente entende isso bem mais do que gostaria.

Os favoritos da galera que visita o Terpy Social Club

alice no terpy social club.
Favs do Terpy: haxixes (e doguinho)! Imagem: Socialweed.co.

Um dos pontos mais positivos e importantes do trabalho do Terpy é que ele evolui com seus parceiros (e gente como o Fran). Fran é o curador, que controla a seleção do cardápio e de todos os produtos que são comercializados no espaço. 

“Costumamos selecionar produtos de extrema qualidade, que também tenham um design de topo, e um conceito genuíno. Gostamos de reunir os produtos das mentes mais criativas do setor da cannabis. Mas provavelmente nosso foco e o que as pessoas mais gostam é o haxixe.”

Ana ainda ressalta que um dos maiores orgulhos do clube é saber que são o primeiro dab de muita gente, e que espalham a cultura dos concentrados de qualidade pelo país. E todo esse trabalho não é à toa: ele rendeu o prêmio de Best Hash na Spannabis Cup 2023

Por conta dessa paixão, eles foram uma parte super importante da realização do curso Do Ice ao Hash Rosin, com a Alice e o Flynn, lá em Barcelona. Foi lindo e super enriquecedor para todo mundo que participou! Essa troca de experiências e conhecimentos é uma das partes mais legais de uma cena unida, e acreditamos que todas as parcerias deveriam possibilitar isso.

E uma curiosidade interessante:

Há dois anos, o projeto viveu um de seus ápices e celebrou uma grande conquista. A galera da Terpy fez uma grande campanha para que uma das maiores marcas canábicas da Europa e do mundo (que não vamos citar por aqui) deixasse de criar calendários com fotos sexualizadas de mulheres. Eles conseguiram que a empresa mudasse seu posicionamento — e criaram um outro calendário muito mais legal: the Real Calendar Girls.

A gente achou essa história incrível, pois sabemos o quanto o machismo ainda afeta o mercado da maconha no mundo inteiro. Nós, mulheres, precisamos ser reconhecidas pelo nosso esforço e conhecimento, e não como meros corpos. Esperamos que mais espaços tenham a coragem de se posicionar dessa forma e levar a causa feminina ainda mais longe!

Dicas Terpy para os canabistas em Barcelona

Indo para Barcelona? A dica é visitar o Terpy! Imagem: Socialweed.co.

Ana dá o recado: não pense duas vezes se quiser ir para Barcelona. Lá, você vai encontrar muita gente apaixonada pela cannabis fazendo coisas incríveis. É como conhecer um novo mundo, do qual é bem difícil de se despedir!

E não esqueça de visitar o Terpy Social Club. Escreva para eles no Instagram @terpybcn, e sigam para acompanhar as novidades desse cantinho que já estamos cheias de vontade de visitar novamente.

E aí, gostou de saber mais sobre um dos clubes mais lindos e queridos de Barcelona? A gente realmente espera que você tenha a oportunidade de visitá-los e experimentar um pouco de tudo que tem por lá. Temos certeza de que a comunidade vai abraçar você e ser muito receptiva, assim como foi com a gente!

Para ficar de olho em tudo o que a gente anda aprontando, segue a gente lá no Instagram @girlsingreen710.

Até a próxima!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments