GIRLS IN GREEN

Depois da colheita, ainda existem alguns passos para se certificar de que sua cannabis vai estar perfeita na hora de ser consumida ou virar extrato. Vamos entender melhor a secagem e cura de buds?

Nada como a sensação de uma boa colheita: aquela paz no espírito de ter finalmente chego no final do processo de plantio. Vencer todos os obstáculos do processo de jardinagem é delicioso, não é mesmo? Mas ei, atenção! Não é porque você chegou nos finalmentes que agora você vai descuidar – afinal, depois de colhida, a sua cannabis ainda precisa secar bem e curar nos ambientes ideais. Isso vai garantir que todo o seu bom trabalho não vá por água abaixo no momento de secagem e cura. Infelizmente, isso é o que acontece com muitas e muitos jardineiros.

Não desanimem aí, gente! Pois hoje viemos desmistificar esse tema tão complexo do cultivo. Esse é o final perfeito para a nossa série: a gente adorou criar esses posts sobre cada uma das etapas do crescimento da nossa cannabis, uma planta que nos une e que nos traz tanta coisa boa. Para quem nos acompanhou até aqui, se engajou e aproveitou essas dicas para plantar sua própria erva, a gente agradece de coração! O que é esse nosso trabalho de informar se não plantar uma sementinha dentro de cada um de vocês? Esperamos que, com rega, nutrição e amor, cresçam growers incríveis!

Quer saber por que recomendamos e como fazer a secagem e a cura? A gente explica tudinho aqui nesse post! Vem com a gente!

Mulher sentada no chão em meio à ramos de maconha pendurados passando pelo processo de secagem
O processo de secagem

Processo de secagem

Bom, a gente já falou um pouco sobre ele no post de colheita e temos também alguns outros textos sobre o tema aqui no blog – mas é sempre importante trazermos essa ideia pra realmente fixá-la, certo? A secagem é uma etapa ESSENCIAL e super importante do cultivo – só que tal pode ser muito mais complexa do que parece. Isso porque, se você não fizer tudo corretamente, você pode estragar todo o resultado da sua preciosa safra canábica- um exemplo é ter problemas com fungos, como o mofo.

  • O mofo é causado por fungos filamentosos, que não formam estruturas semelhantes a cogumelos. Eles vivem principalmente em lugares úmidos e escuros. Aparecem com colorações esbranquiçadas, esverdeadas, alaranjadas, entre muitas outras. Embora esse fungo possa nos ajudar bastante em alguns processos, como na maturação de alguns queijos, ele também pode ser responsável por uma gama enorme de problemas – desde alergias até mesmo contaminações fatais, como a aspergilose. Nós temos o autocultivo como uma das principais estratégias de Redução de Danos, já que você pode saber exatamente o que está consumindo, mas o mofo torna a cannabis totalmente imprópria para o consumo.

A secagem diminui a presença de água no bud para 10-15%, e um dos segredos para isso é ter um ambiente bem controlado. E existem muitos motivos para fazer isso além de evitar o mofo: secar corretamente preserva o gosto perfeito dos seus buds, e ainda afeta o efeito que essa cannabis vai ter no corpo do usuário.

Com o tempo de secagem e cura, o THC presente na planta irá se transformar lentamente em CBN e outros canabinóides. E os terpenos também se transformam ao longo desse processo – no chamado efeito entourage temos que pensar na atuação para além dos canabinoides.

Os terpenos são hidrocarbonetos orgânicos aromáticos encontrados na maioria das plantas – e até em alguns insetos! O composto é usado  pelas plantas como repelente natural de predadores, e também como uma maneira de atrair predadores e polinizadores úteis.

Essa mágica que é o que dá o gosto e o cheiro na nossa plantinha querida. E delicada como uma flor, é considerado um composto volátil – isso significa que é bem fácil evaporar e se perder por aí! Esse é o motivo da importância do processo de secagem e cura: dessa forma, você poderá aproveitar a sua plantinha em todo o seu potencial!

Quer saber mais sobre tudo isso? Vem com a gente 

O QUE FAZER

  • Após a colheita, disponha a sua cannabis em um ambiente fresco e arejado, com bastante espaço entre cada bud.

  • Se possível, use um desumidificador para diminuir a umidade do ambiente. E ajudar a tirar a unidade dos buds com mais rapidez e precisão!

  • Para atingir um bom grau de evaporação nos primeiros dias, uma temperatura de 68 F (20°C) e umidade relativa de 55% vão garantir que o bud fique com aproximadamente 30-40% de água.

  • Depois disso, a temperatura deveria cair alguns graus para 64 F (18°C) para reduzir a velocidade do processo. A umidade deve estar por volta dos 50%, ou os buds irão secar rápido demais.

  • Esse processo pode levar entre 10 e 14 dias dependendo da umidade do ambiente que você estiver. Se você mora na praia não se assuste se demorar mais. Caso more em um lugar bem seco, o processo pode ser bem mais rápido!

O QUE NÃO FAZER

  • Não deixe os buds amontoados, pois eles podem se “abafar” e facilitar a proliferação de mofo.

  • Não tente secá-los muito rápido, pensando na volatilidade dos terpenos, perdê-los muito rapidamente pode fazer com que o gosto e o cheiro da sua plantinha fiquem comprometidos!

  • Não deixe que existam mudanças bruscas de temperatura – essa também é uma forma de tentar alcançar a ágape canábica! Essa estratégia ajuda na proteção dos terpenos.

  • Não permita que os seus buds fiquem em um ambiente sem troca de ar. A ventilação é essencial para a secagem.

  • Não coloque seus buds no sol! A luz direta e o calor vão degradar a sua cannabis.

foto de ramos de maconha amontoados
O que NÃO fazer!

COMO SECAR SEUS BUDS EM CASA DE UM JEITO SUPER FÁCIL

  • Pegue uma caixa;

  • Feche a parte de baixo dessa caixa, que será a parte de tras do seu varal de buds (sim, é para deixar a caixa comprida;

  • Desenhe dois quadrados nos lados opostos da caixa;

  • Faca 4 furos;

  • Passe um fio nos furos de polaridades opostas, aqui nós usamos um fio encerado de HEMP;

  • Feche a caixa;

  • Após a secagem, é só você dobrar sua caixa novamente e ela estará prontinha para a sua próxima colheita;

O processo de cura

Depois de secar sua cannabis, muitos growers experientes fazem a cura dos buds. É mais ou menos como o processo de envelhecer vinho: se a qualidade não for tão boa, talvez não faça muita diferença; mas se os buds são de alto nível, vale esperar mais esse tempinho para um resultado ainda mais incrível.

A cura é uma arte, e você pode começar a desenvolvê-la com um pouquinho da sua colheita de cada vez. Assim, você vai se especializando – e nunca tem grandes perdas caso algo dê errado no caminho. Essa etapa aumenta a intensidade do sabor e lentamente, mas de forma constante, diminui o THC em favor do CBN, que é muito menos potente que o THC. O efeito de uma maconha bem curada é mais profundo e introspectivo, servindo quase como uma meditação e um aprofundamento interno. O sabor torna-se muito mais complexo e refinado, ganhando em profundidade, bem como na variação do buquê.

Buds em um frasco de vidro ilustrando o processo de cura
O processo de cura

O QUE FAZER

  • Coloque sua cannabis em uma caixa de madeira ou papelão e pressione-a levemente para que alguns dos tricomas se quebrem, para que seus óleos e terpenos se espalhem pela superfície do bud.

  • Depois de empacotar, deixe os buds em um ambiente de 18°C (64 F), com 50% de umidade relativa e escuridão total, por um período de 1 a 2 meses.

  • Verifique regularmente para garantir as condições corretas sempre.

  • Certifique-se de que a umidade permaneça entre 45 e 50% para evitar a formação de mofo e fungos.

  • Se os buds cheiram a mofo ou amoníaco, os recipientes devem ser abertos imediatamente, permitindo que o bud seque num ambiente mais quente durante algumas horas antes de continuar o processo de cura.

O QUE NÃO FAZER:

  • Não tente curar seus buds úmidos, ou eles vão criar mofo!

  • Não tente curar em ambientes com temperaturas mais altas ou luz, pois esses fatores vão degradar sua cannabis e fazer mais mal do que bem.

Lembrando que você também pode curar seu hash!

Recapitule os processos:

  1. Por que cultivar?

  2. Dúvidas sobre cultivo? As advogadas da Rede Reforma respondem 

  3. Como escolher sua genética

  4. Germinando sua semente de cannabis

  5. Como escolher o solo ideal para o seu cultivo

  6. Prenseed: dá pra usar a semente do prensado?

  7. Cultivo indoor X cultivo outdoor: como escolher?

  8. Como transplantar corretamente plantas de maconha

  9. Fotoperíodo: a vegetação e a flora nas plantas de cannabis

  10.  Nutrientes no cultivo de cannabis

  11.  Passo a passo: como tirar um clone da sua planta de maconha

  12. Topping, poda e desfolhação nas plantas de cannabis

  13.  Hora da colheita: como e quando colher sua cannabis

E aí, gostou de aprender tudo isso com a gente? Se você chegou na metade da série, ou apenas agora no final, não esqueça de ler os outros textos para ficar por dentro de todas as dicas. A gente sabe que o plantio é uma situação delicada, ainda mais em um contexto proibicionista, e que nem todos têm acesso a isso. Mas seja como for, informação nunca é demais, e sabemos que quando você plantar vão sair muitos buds incríveis!

Até a próxima!

guest
23 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
brunocosta@gmail.com
1 ano atrás

tah chapada né amiga.
Curar em caixa de papelão? lol

Rafael
Rafael
1 ano atrás

Ela estava falando da secagem. Lê com mais calma na próxima colega

joelmo.calipsa@gmail.com
1 ano atrás

Gente primeiro fala que não pode deixar em lugar sem circulação de ar, depois fala pra colocar numa caixa e fechar? Como assim? rs

Pacmangrower
Pacmangrower
1 ano atrás

Joelma e Bruno. Sim, na caixa de papelão pois lá é um ambiente mais seco, façam alguns buracos na frente e atrás da caixa, e deixe um ventilador jogando vento indiretamente em direção as caixas pra ter essa troca de ar constante. Boa sorte, abraço!

@Pacmangrower

britzbeto@hotmail.com
1 ano atrás

Sensacional a dica, fiz a minha caixinha de papelão com uns exaustores pra fazer a troca de ar dentro da caixa. Ótimas dicas! Muito obrigado pelo conteúdo inspirador!

prof.thiagorochapires@gmail.com
1 ano atrás

E a caixa eu coloco onde?

cosquete@gmail.com
10 meses atrás

Ola boa tarde, sou nova nestas pesquisas e não entendo nada sobre o assunto, tenho uma planta por acaso e não sei nada sobre ela. Encontrei os vossos post, que são super completos mas tenho uma duvida, como sei quando devemos cortar os buds). Não consigo colar aqui a foto dela para poderem ver como está.
Help please:)

brunocosta@gmail.com
1 ano atrás

tah chapada né amiga.
Curar em caixa de papelão? lol

joelmo.calipsa@gmail.com
1 ano atrás

Gente primeiro fala que não pode deixar em lugar sem circulação de ar, depois fala pra colocar numa caixa e fechar? Como assim? rs

britzbeto@hotmail.com
1 ano atrás

Sensacional a dica, fiz a minha caixinha de papelão com uns exaustores pra fazer a troca de ar dentro da caixa. Ótimas dicas! Muito obrigado pelo conteúdo inspirador!

prof.thiagorochapires@gmail.com
1 ano atrás

E a caixa eu coloco onde?

cosquete@gmail.com
10 meses atrás

Ola boa tarde, sou nova nestas pesquisas e não entendo nada sobre o assunto, tenho uma planta por acaso e não sei nada sobre ela. Encontrei os vossos post, que são super completos mas tenho uma duvida, como sei quando devemos cortar os buds). Não consigo colar aqui a foto dela para poderem ver como está.
Help please:)

brunocosta@gmail.com
1 ano atrás

tah chapada né amiga.
Curar em caixa de papelão? lol

joelmo.calipsa@gmail.com
1 ano atrás

Gente primeiro fala que não pode deixar em lugar sem circulação de ar, depois fala pra colocar numa caixa e fechar? Como assim? rs

britzbeto@hotmail.com
1 ano atrás

Sensacional a dica, fiz a minha caixinha de papelão com uns exaustores pra fazer a troca de ar dentro da caixa. Ótimas dicas! Muito obrigado pelo conteúdo inspirador!

prof.thiagorochapires@gmail.com
1 ano atrás

E a caixa eu coloco onde?

cosquete@gmail.com
10 meses atrás

Ola boa tarde, sou nova nestas pesquisas e não entendo nada sobre o assunto, tenho uma planta por acaso e não sei nada sobre ela. Encontrei os vossos post, que são super completos mas tenho uma duvida, como sei quando devemos cortar os buds). Não consigo colar aqui a foto dela para poderem ver como está.
Help please:)

Bruno
Bruno
1 ano atrás

tah chapada né amiga.
Curar em caixa de papelão? lol

Joelmo
Joelmo
1 ano atrás

Gente primeiro fala que não pode deixar em lugar sem circulação de ar, depois fala pra colocar numa caixa e fechar? Como assim? rs

Roberto Antonio Britz
Roberto Antonio Britz
1 ano atrás

Sensacional a dica, fiz a minha caixinha de papelão com uns exaustores pra fazer a troca de ar dentro da caixa. Ótimas dicas! Muito obrigado pelo conteúdo inspirador!

Cry
Cry
1 ano atrás

E a caixa eu coloco onde?

Isabel cosquete
Isabel cosquete
10 meses atrás

Ola boa tarde, sou nova nestas pesquisas e não entendo nada sobre o assunto, tenho uma planta por acaso e não sei nada sobre ela. Encontrei os vossos post, que são super completos mas tenho uma duvida, como sei quando devemos cortar os buds). Não consigo colar aqui a foto dela para poderem ver como está.
Help please:)

Edilson
Edilson
1 mês atrás

Gostei das dicas da secamge