GIRLS IN GREEN

Será que o que faz mal é mesmo o papelzinho? Nesse texto, vamos falar como a escolha de sedas também pode ser uma estratégia de Redução de Danos.

No Brasil, brincamos muito sobre qual é o efeito que o “papelzinho” pode causar, mas a realidade é que pouco sabemos sobre o que compõe as nossas sedas. Quando fumamos, independente da substância, sabemos que estamos nos expondo a risco. Por isso acreditamos nas estratégias de Redução de Danos para diminuir tais riscos!

A escolha da seda é muito importante nessa hora.

Pode parecer que não faz muita diferença, mas é essencial escolher um bom papel. Nós gostamos muito da Bem Bolado, mas também usamos Elements e Raw. A gente sabe que, às vezes, a tentação de comprar o mais baratinho acaba vencendo – mas ele nem sempre é o melhor. A gente vai te contar o motivo e te ensinar a testar todas as suas sedas!

E a blunt?

Usar uma blunt não é tão legal, pois quando queimada pode soltar toxinas. Para enrolar baseados, procurem usar papéis finos, sem corantes, aromas ou químicos; Artefatos, como piteiras, de madeira e plástico também não é muito legal. A lógica é evitar qualquer material que pode soltar toxinas quando aquecidos.

Como saber se uma seda é boa?

Vale lembrar que a quantidade de cinzas produzidas pela combustão da seda tem uma relação direta com a quantidade de sais minerais e outras substâncias inorgânicas. Quanto maior o teor de cinzas, maior a quantidade dessas substâncias. Dessa forma, uma ótima estratégia para testar as sedas é queimar ela em cima de uma superfície clara e ver o que sobra.

Outros aspectos que devem ser avaliados para assegurar a qualidade do papel são a transparência, branqueamento, resistência de passagem de ar e gramatura. Em relação a TRANSPARÊNCIA, o que basicamente define a característica da “seda” é o refinamento. Este pode ser feito com ou sem aditivos químicos – e quanto mais transparente, mais o produto foi refinado. Por isso preste atenção na cor da sua seda. Dê preferência a seda marrom, quase transparente, isso indica que ela foi mais refinada que aquela seda super branca!

O processo de ALVURA,também chamado de branqueamento, é a purificação do papel, isso é, a hora de eliminar resíduos.Fique atento as marcas que não usam químicas para purificar o papel! A RESISTÊNCIA DE PASSAGEM DO AR é outro quesito muito importante! Nós gostamos dos becks que queimam beeem lentamente! Para isso acontecer a seda precisa ter mais teor de fibras e finos, pois quanto mais alto este teor, menor será a resistência de passagem do ar, resultando em uma queima mais rápida.

A medida para a densidade e peso do papel também é importante e é chamada de GRAMATURA. Enquanto menor a gramatura, mais leve e fino será o papel, e consequentemente, melhor para a sua saúde.

 O que faz mal pode ser o papelzinho dependendo da escolha de papel para ser usada no momento de bem bolar o seu ritual! Se certifique que a marca que você está usando passa por processos confiáveis antes de fumar.

Florzine e Redução de Danos

Às quartas 4 e 20 do autocuidado, a Florzine, junto conosco, as manas das Mulheres Cannabicas e a @apppcompany, vem aqui para dar algumas dicas de ouro:

Ah, e não se esqueça: beck bom é beck com piteira!

Florzine e todas nós desejamos um dia incrível e recheado de autocuidado para vocês! Até quarta que vem <3

guest
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
daniellamenin13@gmail.com
2 anos atrás

Eu curto a Pay Pay e todas as brown…dificilmente fumo nas brancas e tampouco curto saborizadas.

f
f
1 ano atrás

Uma boa solução pra mim foi trocar para a seda de vidro

daniellamenin13@gmail.com
2 anos atrás

Eu curto a Pay Pay e todas as brown…dificilmente fumo nas brancas e tampouco curto saborizadas.

daniellamenin13@gmail.com
2 anos atrás

Eu curto a Pay Pay e todas as brown…dificilmente fumo nas brancas e tampouco curto saborizadas.

None.of.your.buzness
None.of.your.buzness
2 anos atrás

Eu curto a Pay Pay e todas as brown…dificilmente fumo nas brancas e tampouco curto saborizadas.