GIRLS IN GREEN

No meio dessa situação alarmante sobre o COVID-19, é possível perceber que o autossustento é uma das opções mais incríveis para não ficar na seca.

Além disso, hoje Florzine veio trazer informações sobre uma das dicas de Redução de Danos mais importantes do mundo canábico: o cultivo próprio. Em países com realidades proibicionista, como Brasil, e onde a maior parte da cannabis é distribuída na forma de prensado, não existe um controle de qualidade da planta que está prestes a ser consumida.

Um dos desafios dessa realidade é conseguir usar a cannabis de forma medicinal e/ou terapêutica – para isso, é essencial saber EXATAMENTE o que estamos consumindo. Afinal, como já falamos aqui no blog, o equilíbrio entre as substâncias presentes nas florzinhas é essencial, principalmente para quem apresenta algum tipo de problema de saúde – tanto físico quanto psicológico.

Aqui, vamos te contar um pouco mais sobre esse assunto!

Diferentes strains, diferentes efeitos

Você deve saber que a cannabis é composta por milhares de componentes, que vão além do THC e do CBD. São vários os tipos de canabinóides, terpenos e outros elementos que interagem entre si, provocando o Efeito Entourage, e causando sensações específicas. Uma strain pode ter terpenos como o linalol, que tem poderes anti inflamatórios, ou ser mais rica em mirceno, que atua contra a dor.

Quando compramos a cannabis, não temos exatamente como atestar suas propriedades. Podemos acabar usando uma variedade que contenha muito THC – que pode ser gatilho para crises de ansiedade em quem já tem a propensão. A falta de fiscalização e controle, causados pelo proibicionismo, é a maior responsável por isso.

Mas, se você escolhe cultivar, pode comprar sementes de variações que ofereçam a você exatamente o que você procura:

  • Quem sofre com dores, sejam causadas por cólicas ou por doenças como fibromialgia, pode preferir as que contenham uma quantidade balanceada de THC e CBD, e o terpeno cariofileno.

  • Para a ansiedade, alguns recomendam pegar leve no THC e preferir as strains com maior concentração de CBD.

Na hora de encontrar a strain perfeita, pesquise e converse com especialistas para as indicações mais confiáveis para o seu caso. <3

Jeitinho de cuidar

A forma de cultivo também faz toda a diferença na qualidade final da sua Florzine. Isso significa que, se você der cuidado e carinho para ela, utilizar compostos orgânicos e tiver bastante atenção com o solo, a temperatura, a luminosidade e a umidade de onde ela foi plantada, ela vai ser ainda melhor para o seu consumo.

O que você faz durante e depois da colheita também faz a diferença. Limpe com cuidados as flores para remover qualquer tipo de sujeira ou impureza, seque-as delicadamente, à sombra, e armazene em um pote hermético, longe do calor e da umidade. O armazenamento correto é essencial para que a cannabis não fique mofada. Os fungos são super perigosos para o nosso organismo, e o consumo sucessivo pode aumentar a probabilidade de que eles causem problemas.

Cannabis e natureza

Além de tudo, o autocultivo é uma maneira incrível de se conectar à natureza. A jardinagem é uma prática antiga para auxiliar na Saúde Mental e minimizar os sintomas de ansiedade e depressão. É lindo pensar em encontrar a cura nas flores e também na prática do auto cultivo. Em busca de um hobby terapêutico? Essa é uma aposta.

Cuidado na escolha do local, infelizmente ainda estamos sob a influência da guerra às drogas e pode ser uma prática arriscada!

Curtiu saber mais sobre isso?

Fique de olho aqui no blog e nas nossas redes para descobrir as melhores práticas canábicas de Redução de Danos. 

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments