GIRLS IN GREEN

Hoje demos início na nossa série sobre cultivo, vem mergulhar no nosso primeiro texto sobre os benefícios de cultivar a própria cannabis

Se você fuma maconha, uma pergunta: você sabe exatamente o que está fumando? De onde vem? Qual a qualidade do seu fumo? Se a sua resposta for sim, é um grande privilégio, pois a maior parte dos usuários compram do mercado ilegal. O proibicionismo, que tinha como objetivo acabar com o uso e produção de drogas, incluindo cannabis, falhou – deixando no lugar milhares de usuários marginalizados, com pouca informação, e pessoas cultivando ilegalmente sem os cuidados mais básicos para produzirem uma flor de qualidade.

Com a realidade proibicionista, toda a cannabis que chega ou é produzida no Brasil é de forma irregular – o que significa que ela não passa por nenhum tipo de controle de qualidade, e não há forma de saber exatamente o que você está consumindo. A menos, é claro, que você escolha cultivar a sua própria maconha.

O auto cultivo é a principal estratégia de redução de danos para o consumo de maconha, haxixe e afins, principalmente de maneira terapêutica ou medicinal – pois buscam efeitos específicos nessa enorme gama de perfil de terpenos e canabinóides que essa planta pode proporcionar. Embora já haja alguns remédios à base de cannabis no mercado brasileiro, eles ainda são extremamente caros e pouco acessíveis para a maioria da população. Em dezembro do ano passado, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a regulamentação do uso de maconha medicinal para diversos casos, mas ainda há poucas mudanças em vista.

Um dos pontos vetados nessa regulamentação foi justamente o plantio – sobre o qual o presidente da Anvisa, William Dib, já declarou ser a favor. Infelizmente, sabemos que esse tipo de decisão envolve a política, e a base governista é declaradamente contra esse avanço.

Entretanto, conforme tantos países passam a debater abertamente a legalização e regulamentação da cannabis, é possível ter um pouco de esperança. Se você tem autorização judicial para plantar, mora em um país onde o cultivo é legalizado, ou simplesmente 2quer saber mais sobre esse assunto tão rico, esse post traz algumas das informações que você precisa para entender por que cultivar a sua própria cannabis pode ser uma estratégia para reduzir danos. Se liga! <3

Uma forma de cuidar de si

Aqui no Girls in Green, é regra: a sua saúde deve vir em primeiro lugar em todas as ações, principalmente se você optar por usar a cannabis. Já contamos um pouco, através da Florzine, sobre os benefícios do auto cultivo para quem foca na Redução de Danos. E o que não faltam são bons motivos. Dentre eles:

Sementinhas de maconha em uma colher, com folhas de maconha no fundo
Sementinhas de maconha

  • Saber a strain e a quantidade média de THC e CBD que ela contém é uma forma de evitar desconfortos psicológicos, que podem ser experimentados caso você tenha uma sensibilidade maior ao THC – que pode causar experiências como ansiedade e paranoia em usuários predispostos.

  • Os terpenos, também componentes da cannabis, são importantes para diversas finalidades: há os anti-inflamatórios, os relaxantes, e os mais voltados ao alívio de dores. Cada strain pode ter uma combinação diferente deles, e fazê-la mais ou menos efetiva para o seu problema especificamente.

  • A forma de cultivo e colheita são indicadores essenciais para a qualidade final da sua cannabis. É para dizer adeus ao prensado com cheiro de amônia, e olá para buds saudáveis, orgânicos e ricos em substâncias fitoterápicas. Vamos nos aprofundar um pouquinho mais nisso?

Cultivo voltado à qualidade

Você sabe que, quando faz algo para quem você ama, tem todo um carinho envolvido, certo? É por isso que o auto cultivo é ótimo para quem deseja acompanhar cada processo de desenvolvimento da erva, e ter certeza de que ela é tão natural quanto é possível ser. E sim, você pode ter um resultado maravilhoso sem usar pesticidas ou insumos químicos na sua plantinha, viu? Basta ter cuidado com cada ciclo, respeitar as temperaturas adequadas, usar substratos nutritivos, fazer regas adequadas… Parece trabalhoso, mas garantimos que é um trabalho de amor puro.

O que você precisa para plantar

Em geral, os ingredientes para plantar cannabis, seja dentro ou fora de casa, são os mesmos. É preciso ter:

  • Água: a irrigação é importante para toda plantinha, e não é diferente com a cannabis.

  • Luz: a iluminação natural é o que permite que as plantas se alimentem, através da fotossíntese. Por isso, ter uma quantidade média de luz é essencial para o crescimento da erva.

  • Ar: um espaço bem ventilado é fundamental.

  • Meio de cultivo: seja terra, hidroponia ou qualquer outro – a cannabis precisa estar plantada em algum lugar. Esse meio deve permitir boa irrigação, oxigenação e distribuição de nutrientes.

  • Nutrientes: os essenciais são o nitrogênio, fósforo e potássio, que podem ser obtidos em insumos prontos ou através de compostagem.

  • Temperatura: entre 18°C e 30°C.

Nem só a cannabis é terapia

Já ouviu falar de biofilia? O primeiro a utilizá-lo foi o psicanalista alemão Erich Fromm, para descrever a orientação psicológica de atração por tudo que é vivo e vital. É esse instinto que nos faz querer nos rodear de plantas, ou achar filhotes de animais fofinhos. E é ele que indica também a nossa saúde mental: esse convívio com a natureza é essencial para uma conexão com a nossa essência.

O ato de lidar com a terra através da jardinagem é mais do que um hobby. Essa experiência pode ter múltiplos benefícios, e mesmo profissionais da psicologia já exploraram como ela pode agir no nosso cérebro. De acordo com estudos americanos, ter um contato maior com a terra ajuda o ser humano a entender melhor e encontrar aceitação em ciclos naturais: germinar, vegetar, florir e morrer. Além disso, plantar melhora nossa conexão com nós mesmos, com os outros e com o mundo. E, é claro, ainda traz os benefícios de colheitas saudáveis e orgânicas mesmo para quem vive na cidade, ou para quem não tem recursos ou feiras próximas.

Planta fêmea
Planta fêmea

Para saber mais:

Curtiu saber disso? Fique ligado: a partir de hoje, começa nossa série de cultivo canábico! A cada semana, traremos um tópico para você que tem interesse em saber como é plantar cannabis, seja para praticar ou matar a curiosidade. Falaremos sobre solo, cultivo outdoor x indoor, nutrição, legislação, amor e muito mais!

Nos conta aqui nos comentários o que você sempre teve vontade de saber sobre o assunto!

IMPORTANTE: Nossa nova série 🌱 não tem o objetivo de incentivar o cultivo ou o uso de substâncias. Aqui, oferecemos estratégias de Redução de Danos com o incentivo de INFORMAR sobre as realidades do universo da cannabis – os benefícios terapêuticos e riscos associados ao uso.

FONTES:

https://cleuzacanan.com.br/plantacao-de-maconha/

https://www.bbc.com/portuguese/brasil-50611878

https://diariomedicinal.com/como-plantar-maconha/

https://www2.unifesp.br/dpsicobio/cebrid/quest_drogas/maconha.htm

https://www.youtube.com/watch?v=noPQmDetoyo

https://www.ecycle.com.br/4584-biofilia.html

guest
17 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
gabriel_romanini07@hotmail.com
2 anos atrás

Perfeito! Conteúdo super didático, claro e informativo… Minha pergunta:
Quais as principais características que distinguem os diferentes tipos de sementes (regulares, feminizadas e automáticas)
Trabalho lindo meninas, um abração e muita paz sempre!

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Ola tudo bom? Lançamos um post que responde super bem suas dúvidas, mas se ainda permanecer alguma, pode chamar por aqui que te respondemos! https://www.girlsingreen.com/blog/2020/5/germinando-sua-semente-de-cannabis

pjfigueiredo@protonmail.ch
2 anos atrás

Qual é melhor forma de irrigar a planta? Água direto no substrato, foliar ou com aqueles sistemas de pavio que mantém sem úmido?

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Oi Paulo, tudo bom? Depende um pouco do tipo de cultivo que você quer fazer! O mais comum é água direto no substrato, o foliar só é recomendado para clones ou nutrientes adicionais! Estamos soltando textos semanais, com várias dicas pra cultivo! Acho que o texto da semana que vem, sobre nutrientes vai te ajudar melhor com sua pergunta.

gabriel_romanini07@hotmail.com
2 anos atrás

Perfeito! Conteúdo super didático, claro e informativo… Minha pergunta:
Quais as principais características que distinguem os diferentes tipos de sementes (regulares, feminizadas e automáticas)
Trabalho lindo meninas, um abração e muita paz sempre!

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Ola tudo bom? Lançamos um post que responde super bem suas dúvidas, mas se ainda permanecer alguma, pode chamar por aqui que te respondemos! https://www.girlsingreen.com/blog/2020/5/germinando-sua-semente-de-cannabis

pjfigueiredo@protonmail.ch
2 anos atrás

Qual é melhor forma de irrigar a planta? Água direto no substrato, foliar ou com aqueles sistemas de pavio que mantém sem úmido?

meriscala@gmail.com

Oi Paulo, tudo bom? Depende um pouco do tipo de cultivo que você quer fazer! O mais comum é água direto no substrato, o foliar só é recomendado para clones ou nutrientes adicionais! Estamos soltando textos semanais, com várias dicas pra cultivo! Acho que o texto da semana que vem, sobre nutrientes vai te ajudar melhor com sua pergunta.

gabriel_romanini07@hotmail.com
2 anos atrás

Perfeito! Conteúdo super didático, claro e informativo… Minha pergunta:
Quais as principais características que distinguem os diferentes tipos de sementes (regulares, feminizadas e automáticas)
Trabalho lindo meninas, um abração e muita paz sempre!

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Ola tudo bom? Lançamos um post que responde super bem suas dúvidas, mas se ainda permanecer alguma, pode chamar por aqui que te respondemos! https://www.girlsingreen.com/blog/2020/5/germinando-sua-semente-de-cannabis

pjfigueiredo@protonmail.ch
2 anos atrás

Qual é melhor forma de irrigar a planta? Água direto no substrato, foliar ou com aqueles sistemas de pavio que mantém sem úmido?

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Oi Paulo, tudo bom? Depende um pouco do tipo de cultivo que você quer fazer! O mais comum é água direto no substrato, o foliar só é recomendado para clones ou nutrientes adicionais! Estamos soltando textos semanais, com várias dicas pra cultivo! Acho que o texto da semana que vem, sobre nutrientes vai te ajudar melhor com sua pergunta.

Sobre Solitude
Sobre Solitude
2 anos atrás

Perfeito! Conteúdo super didático, claro e informativo… Minha pergunta:
Quais as principais características que distinguem os diferentes tipos de sementes (regulares, feminizadas e automáticas)
Trabalho lindo meninas, um abração e muita paz sempre!

Girls In Green
2 anos atrás
Reply to  Sobre Solitude

Ola tudo bom? Lançamos um post que responde super bem suas dúvidas, mas se ainda permanecer alguma, pode chamar por aqui que te respondemos! https://www.girlsingreen.com/blog/2020/5/germinando-sua-semente-de-cannabis

Paulo
Paulo
2 anos atrás

Qual é melhor forma de irrigar a planta? Água direto no substrato, foliar ou com aqueles sistemas de pavio que mantém sem úmido?

Girls In Green
2 anos atrás
Reply to  Paulo

Oi Paulo, tudo bom? Depende um pouco do tipo de cultivo que você quer fazer! O mais comum é água direto no substrato, o foliar só é recomendado para clones ou nutrientes adicionais! Estamos soltando textos semanais, com várias dicas pra cultivo! Acho que o texto da semana que vem, sobre nutrientes vai te ajudar melhor com sua pergunta.

rodger salvatierra
rodger salvatierra
6 meses atrás

Parabéns pelo site. Muita informação de qualidade