GIRLS IN GREEN

Essa semana, a notícia do falecimento de uma das lendas do universo do haxixe mexeu com a comunidade. Venha entender quem foi Frenchy Cannoli, professor, ativista e ídolo de milhares de hash makers.

No início da semana, nos surpreendemos com uma notícia que nos deixou extremamente tristes: o mestre, ativista, pesquisador, artesão e hash maker Frenchy Cannoli faleceu devido a complicações em uma cirurgia no domingo, 18 de julho. Quem contou o fato para o mundo foi sua esposa Kimberly, que usou as redes sociais para homenagear Frenchy, inspirando mensagens de amor de fãs de todo o planeta.

O professor nasceu em 13 de dezembro de 1956 e faleceu aos 64 anos. Cannoli cresceu em Nice, na França, mas rapidamente buscou aventura através de viagens cheias de aprendizado. Ele se comprometeu com um estilo de vida nômade por mais de 20 anos, processo que o levou a aprender mais sobre técnicas tradicionais de produzir concentrados canábicos e aliá-las às práticas modernas!

Acima de tudo, Frenchy foi um homem inovador, à frente de seu tempo, que sabia acolher o próximo em seu conhecimento. Em seus cursos, ele nunca pensou duas vezes em dividir tudo o que sabia com aprendizes de todos os lugares, cores, credos e idades. Nesse post, queremos dividir com você um pouco da história incrível da vida desse artista e ativista, além de expressar toda a nossa admiração por essa alma cheia de luz.

Vem com a gente conhecer o trabalho e a pessoa incrível que foi, é, e sempre será, nosso professor Frenchy Cannoli!

Frenchy Cannoli  nascido em 13 de dezembro de 1956, falecido em 18 julho 2021
Frenchy Cannoli

O homem por trás da lenda

Frenchy cresceu na França, mas logo saiu de casa em busca de aprendizado e aventuras exóticas – e pelo haxixe importado, comum no final dos anos 60 na Europa. Ele viveu praticamente como um andarilho por mais de vinte anos, permanecendo com produtores de extrações tradicionais e aprendendo técnicas antes passadas apenas de geração em geração.

Isso o levou do Marrocos ao México, ao Nepal, Paquistão e Índia, onde passou oito temporadas de cultivo vivendo em cavernas e coletando resina de cannabis com cultivadores do Vale de Parvati. Eventualmente, ele se estabeleceu com sua família na Califórnia, onde as primeiras leis de acesso médico permitiram que ele deixasse de esconder o trabalho de sua vida e passasse a produzir concentrados da planta legalmente.

Já na Califórnia, Frenchy trabalhou colaborando com os lendários cultivadores do Emerald Triangle e experimentando técnicas como o envelhecimento. Frenchy passou, assim, a produzir haxixes incríveis e incomparáveis, de acordo com conhecedores renomados. Ele também adotou uma abordagem de código aberto para promover métodos tradicionais. Seus seminários “The Lost Art Of Hashishin” (ou, em português, “A Arte Perdida de Fazer Haxixe”) deram o treinamento prático perfeito para diversos aspirantes a hash makers, e ele sempre compartilhou livremente as mesmas técnicas no Youtube, bem como com seus quase 150 mil seguidores no Instagram.

Ele também pressionou por uma educação pública pós-legalização mais ampla: além de trabalhar para desenvolver padrões de classificação de haxixe, Frenchy é um defensor proeminente das certificações de cultivo regional para a produção de cannabis, inspirado pelas regras de appellation d’origine contrôlée, como aquelas que protegem a integridade dos vinhos de Bordeaux.

Sua esposa Kimberly dividiu com todos, através do Instagram do marido, uma mensagem cheia de amor:

“Frenchy frequentemente compartilhava que houve três períodos principais em sua vida – primeiro, o período de 18 anos de quando ele deixou sua casa no sul da França para viajar, vagando pelo mundo, apaixonado por novas culturas [e] experiências, então o período de paternidade de seus 30 e 50 anos e, finalmente, o período em que se tornou o professor que se seguiu quando ele veio para os Estados Unidos na década de 2000 ”, ela continuou. “Eu não posso começar a expressar quanto significado e alegria suas interações com todos vocês trouxeram para ele. Ele realmente apreciou essa evolução inesperada da última parte de sua vida.”

Alice e Frenchy Cannoli
Alice e Frenchy Cannoli

Mais que professor: mestre

Em 2017, tivemos a incrível oportunidade de fazer o curso “The Lost Art Of Hashishin” em Barcelona, nos aproximando dele através da educação. Esse curso foi um grande divisor de água para nós, nos fazendo inclusive começar a trilhar alguns caminhos diferentes no universo do haxixe. Além de aprender técnicas diferentes para lavar o bubble hash, notamos que é no cultivo que se esconde o segredo da qualidade.

Não é à toa que se via o Frenchy agradecendo sempre os fazendeiros por tornarem possível a matéria que era lavada por ele. Frenchy foi um professor esplêndido que, em sua forma apaixonada de falar sobre a cannabis e o haxixe, demonstrava a complexidade e a profundidade desses assuntos. Era muito amor pela planta, como ele dizia: “all for the love of the plant”.

Nessa ocasião, Alice foi a única aluna mulher – dentre 41 estudantes da arte de fazer hash. A única outra mulher presente era a Kim, esposa de Cannoli, que tornou possível todo o compartilhamento de informações que foi essencial para que Frenchy ensinasse tanta gente de peito aberto.

Seu conselho foi lindo de ouvir. Segundo ele, nosso caminho é naturalmente mais difícil, como mulheres, nesta indústria que ainda é muito masculinizada. Mas que era possível sim ir cada vez mais longe. Ao mesmo tempo, vimos esse carinho que ele cultivava com a energia feminina através de suas aprendizes. Algumas das principais alunas dedicadas, nas quais Cannoli apostou e mostrou tudo o que sabia, foram a Dank Dutchess, CannamGardens e a Cherry Blossom Belle. Ele sempre tentou propagar muito essa cultura do universo do haxixe e suas tradições através do cuidado e do conhecimento ancestral que são ancestrais nas mulheres.

Frenchy, com uma garrafa na mão, dando aula de extração para pessoas ao fundo
Frenchy dando aula de extração

Conheça o trabalho do Frenchy

Quer saber mais sobre essa pessoa incrível, que doou a maior parte de sua vida à indústria canábica e seus ensinamentos?

Alice segurando uma temple ball de haxixie
Temple ball de Haxixe

Nossa mensagem

O legado de Frenchy nunca será deixado para trás, pois ele sempre continuará se espalhando através de seus alunos e seguidores do mundo inteiro. Nosso coração está com sua família, seus amigos e todos que, assim como a gente, tiveram a vida tocada pelas palavras desse professor apaixonado.

Muito menos do que saber de tudo: o mais especial em Frenchy era a humildade de dividir com as pessoas o que aprendeu, e o maior tesouro de seus aprendizes foi o carinho, a atenção, a empatia e o acolhimento – que sempre foram presentes, em todos os momentos de sua jornada. No nosso universo, é sempre fácil encontrar pessoas que se dizem especialistas. Mas o que torna uma pessoa realmente inesquecível e inestimável é a sua vontade de contribuir com a cena, fazer com que ela cresça e se torne algo maior, melhor.

Nesses parâmetros, Frenchy sempre será um de nossos maiores ensinadores.

Descanse em hash, nosso artista favorito!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments