GIRLS IN GREEN

Brasileira que nem o Girls in Green, essa strain tem muita história para contar. Uma variedade com sabor tropical: você precisa conhecer a Manga Rosa! Vem conferir.

“Da manga rosa quero o gosto e o sumo
Melão maduro, sapoti, juá
Jabuticaba teu olhar noturno
Beijo travoso de umbu-cajá”

— Tropicana, Alceu Valença

Se Alceu Valença estava falando ou não de cannabis, a gente não pode dizer com certeza. Mas podemos dizer que essa landrace tipicamente brasileira é uma das formas mais puras da cultura canábica no país. Além de nos acompanhar até hoje, a Manga Rosa é símbolo da nossa história, das nossas lutas e da ancestralidade – principalmente no Nordeste do Brasil.

Quer saber mais sobre essa strain, seus efeitos e como ela chegou aqui? Nós vamos contar tudinho nesse post!

Das longínquas terras africanas

Antiga, a Manga Rosa é uma strain que nos deixa curiosos quanto a sua história – que parte muito da sabedoria popular e de suposições, infelizmente. Acredita-se que as primeiras sementes que originaram essa variedade tenham vindo de países da África Ocidental, escondidas nas roupas de escravos, traficados pelos portugueses na época da colonização (entre os anos de 1500 e 1700).

A partir disso, vemos um dos motivos pelo qual a cannabis foi proibida no Rio de Janeiro antes de outros lugares do mundo, em 1830. Proibiram as danças, as músicas, os ritos, as substâncias que davam prazer – só não conseguiram proibir as pessoas. Esse é o primeiro forte indício do que se viria a confirmar mesmo séculos depois: a política proibicionista é, em sua essência, racista. Se você quiser entender mais sobre ela, pode ler nesse post por que as drogas são proibidas.

Com o clima parecido com o de seu continente de origem, a strain se adaptou muito bem ao nordeste do país. A Manga Rosa é uma das principais descendentes dessas primeiras sementes, já que suas características se desenvolveram de maneira única nas terras brasileiras. Ganhou esse nome por causa da fruta: uma das mais saborosas da região.

Outras strains originárias bastante conhecidas são “Cabeça de Nego” e “Santa Maria”, “parentes” da Manga Rosa. E quer saber uma curiosidade incrível sobre ela? A variedade é uma das que deu origem a famosa White Widow.

Infográfico sobre a cepa Manga rosa
Manga rosa

Os efeitos da Manga Rosa

Desenvolvida em clima tropical, a Manga Rosa é um exemplo de strain dominante sativa. Alguns chegam a acreditar, que é 100% sativa, o que é algo extremamente raro . Seu efeito é energizante, então nada de usar antes de dormir! Assim como grande parte das sativas, seu perfil de canabinoides mostra-se rico em THC, o que faz com que é perfeito para quem procura uma brisa mais criativa e estimulante. Seus sabores e aromas são fáceis de adivinhar, né? Adocicada, com um toque bem frutal, a Manga Rosa mostra que o seu nome foi bem empregado pelas suas características deliciosas.

  • De acordo com os usuários, seus principais efeitos são: alegria, energia, fome, criatividade e animação.

  • Medicinalmente, pode ser utilizada para alívio de estresse e dores, ou falta de apetite.

  • Por ter uma alta concentração de THC, não é tão recomendada para quem apresenta sintomas principalmente de ansiedade.

  • Em temperaturas mais amenas, pode desenvolver folhas e flores mais arroxeadas ou rosadas – outra razão para seu nome!

Para as/os growers

Sentiu vontade de plantar? Saiba que ela é bem fácil de cuidar, ainda mais se você mora mais para o nordeste do país. Como uma boa landrace, ela aprendeu a crescer e se desenvolver sem precisar de muita ajuda, se adaptando ao clima e aos problemas típicos da região.

Baseado de Manga Rosa e haxixe

  • Por ser uma sativa, pode ficar bastante alta, e é perfeita para o cultivo outdoor.

  • Sua floração leva de 10 a 14 semanas (bastante tempo, né?), e geralmente acontece no inverno, quando as noites são mais longas.

  • Seu rendimento é alto – muitos buds lindos e deliciosos para você!

  • Assim como as prenseeds, as sementes de Manga Rosa podem ser uma ótima escola! Por isso, fique atento e guarde as que você encontrar nos buds.

No nordeste, dá manga o ano todo

A gente já falou um pouquinho disso no texto sobre fotoperíodo, mas não custa relembrar. Climas tropicais são perfeitos para a cannabis: enquanto em regiões mais temperadas é possível ter uma colheita por ano, outdoor, nas regiões mais próximas do linha do Equador é possível cultivar o ano inteiro, devido a quantidade de luz que as plantinhas recebem – perfeitas para a vega e flora. Por isso, no nordeste do Brasil, temos as condições perfeitas para que a Manga Rosa cresça linda, forte e cheia de sabor!

Gostou de conhecer um pouco mais sobre a Manga Rosa? A gente ama essa strain, 100% brasileira, assim como a gente. E conta aqui pra gente: já provou a strain? Qual foi o efeito em você?

Errata: antes, quando publicamos o texto, falamos que a Manga Rosa era uma landrace brasileira. Encontramos informações conflitantes na internet, mas, com a ajuda de um seguidor Agrônomo Florestal, e também do cientista americano Kevin Jodrey, a gente descobriu que as landraces são as espécies que não são domesticadas pelo ser humano. A partir do momento que o ser humano está em poder dessas sementes, ela já deixa de ser selecionada estritamente pela natureza! Se você quiser entender um pouquinho mais sobre esse assunto tão interessante, pode ver o vídeo linkado ali em cima.

guest
46 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jardineiro
Jardineiro
2 anos atrás

"Teu sumo escorrendo a minha boca" Uma das minhas strains favoritas, foi a primeira que cultivei e que me ensinou bastante coisa (naquele tempo não tinha muita informação sobre cultivo de cannabis e acabei maltratando algumas :/). Sobre os efeitos, estimula bastante minha criatividade e depois de um dia cansativo chega até ser revigorante. Ótimo post meninas, é sempre bom saber sobre as guerreiras landraces, que guardaram as genéticas das sativas durante milênios para nós usufruirmos hoje.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás
Reply to  Jardineiro

Legal que você curtiu! Ela é bem tradicional e traz lembranças pra nós e muita gente <3

claracordeiro@outlook.com
2 anos atrás

Não tinha ideia que tínhamos essa strain 100% tupiniquim! Adorei o post, super informativo. É muito bom conhecer um pouco sobre a história canábica do nosso país. Vocês arrasam sempre!

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Eba Anna, que máximo! <3

igatuescalada@yahoo.com
2 anos atrás

Deve ter uns 25 anos que provei uma Manga rosa legítima, Cabeça de nego também, essa mais forte só que menos saborosa que a manga.
Gostaria que degustar desta nova geração para ver se continua a mesma, pois é inesquecível.
A 50 gramas na epoca custava 15 reais ( tinham acabado de inventar o real) o pacote era só flechas de 30 cm, uma coisa absurda. Bons tempos.
Ótimo post guerreiras, muito boas informações em suas publicações, parabéns!

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Obrigada Rafael!

gustavo.uriartt@gmail.com
2 anos atrás

Foi minha primeira experiência. Há mais de trinta anos atrás… muita vontade de conseguir sementes. Mas não encontro em nenhum Seedbank. Como primeira… inesquecível.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Dificil achar né? Será que ela vai ficar só na nossa memória? Vamos sentir saudades!

cacochacal@gmail.com
2 anos atrás

Meninas, parabéns pelo blog e obrigado pelo conteúdo, sempre muito bom!

Comecei a fumar cannabis há cerca de 10 anos, era uma manga rosa, cultivada em casa, mas ninguém me informou nada daquilo. Me apaixonei.

Após isso, infelizmente, vieram os prensados. Prensados bons, prensados ruins, mas prensados, até que revi quem me apresentou a ela, recebi as sementes e aqui estou.

Minhas sementes ja geminaram,agora é aguardar.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Ivan que irado que você achou semente de Manga Rosa!! Se achar um feno bom, tenta tirar uns clones por que essa genética é incrível!

mrohsler@gmail.com
2 anos atrás

Adorei. Parabéns pelo conteúdo, muito profissional e técnico.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Obrigada!

Lucas
Lucas
1 ano atrás

Nossa, galera. Moro aqui no Nordeste e ganhei a Manga Rosa já plantada. Continuei o cultivo e foram crescendo, ficando lindas flores, porém, semana passada vieram algumas pessoas aqui em casa e acredito que alguém tinha o olho bem gordo! Depois de um ou dois dias, vi que ela estava murchando. Cheguei fazer o transplante dela para um vaso maior, mas fazia mais de uma semana, então não foi o causador. Regava ela há cada dois dias e sempre deixava no sol. Moro em Porto Seguro-BA e aqui o clima é bem tropical, ou sejaa, lugar perfeito para isso. Antes que acabasse tudo, retirei os camarões que não estavam mortos, e estão com um cheiro MUITO forte de manga! Não sei se é possível usa-las, estou a procura desta informação. Se souberem, por favor, me avisem. Forte abraço a todos!

claracordeiro@outlook.com
2 anos atrás

Não tinha ideia que tínhamos essa strain 100% tupiniquim! Adorei o post, super informativo. É muito bom conhecer um pouco sobre a história canábica do nosso país. Vocês arrasam sempre!

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Eba Anna, que máximo! <3

igatuescalada@yahoo.com
2 anos atrás

Deve ter uns 25 anos que provei uma Manga rosa legítima, Cabeça de nego também, essa mais forte só que menos saborosa que a manga.
Gostaria que degustar desta nova geração para ver se continua a mesma, pois é inesquecível.
A 50 gramas na epoca custava 15 reais ( tinham acabado de inventar o real) o pacote era só flechas de 30 cm, uma coisa absurda. Bons tempos.
Ótimo post guerreiras, muito boas informações em suas publicações, parabéns!

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Obrigada Rafael!

gustavo.uriartt@gmail.com
2 anos atrás

Foi minha primeira experiência. Há mais de trinta anos atrás… muita vontade de conseguir sementes. Mas não encontro em nenhum Seedbank. Como primeira… inesquecível.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Dificil achar né? Será que ela vai ficar só na nossa memória? Vamos sentir saudades!

cacochacal@gmail.com
2 anos atrás

Meninas, parabéns pelo blog e obrigado pelo conteúdo, sempre muito bom!

Comecei a fumar cannabis há cerca de 10 anos, era uma manga rosa, cultivada em casa, mas ninguém me informou nada daquilo. Me apaixonei.

Após isso, infelizmente, vieram os prensados. Prensados bons, prensados ruins, mas prensados, até que revi quem me apresentou a ela, recebi as sementes e aqui estou.

Minhas sementes ja geminaram,agora é aguardar.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Ivan que irado que você achou semente de Manga Rosa!! Se achar um feno bom, tenta tirar uns clones por que essa genética é incrível!

mrohsler@gmail.com
2 anos atrás

Adorei. Parabéns pelo conteúdo, muito profissional e técnico.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Obrigada!

claracordeiro@outlook.com
2 anos atrás

Não tinha ideia que tínhamos essa strain 100% tupiniquim! Adorei o post, super informativo. É muito bom conhecer um pouco sobre a história canábica do nosso país. Vocês arrasam sempre!

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Eba Anna, que máximo! <3

igatuescalada@yahoo.com
2 anos atrás

Deve ter uns 25 anos que provei uma Manga rosa legítima, Cabeça de nego também, essa mais forte só que menos saborosa que a manga.
Gostaria que degustar desta nova geração para ver se continua a mesma, pois é inesquecível.
A 50 gramas na epoca custava 15 reais ( tinham acabado de inventar o real) o pacote era só flechas de 30 cm, uma coisa absurda. Bons tempos.
Ótimo post guerreiras, muito boas informações em suas publicações, parabéns!

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Obrigada Rafael!

gustavo.uriartt@gmail.com
2 anos atrás

Foi minha primeira experiência. Há mais de trinta anos atrás… muita vontade de conseguir sementes. Mas não encontro em nenhum Seedbank. Como primeira… inesquecível.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Dificil achar né? Será que ela vai ficar só na nossa memória? Vamos sentir saudades!

cacochacal@gmail.com
2 anos atrás

Meninas, parabéns pelo blog e obrigado pelo conteúdo, sempre muito bom!

Comecei a fumar cannabis há cerca de 10 anos, era uma manga rosa, cultivada em casa, mas ninguém me informou nada daquilo. Me apaixonei.

Após isso, infelizmente, vieram os prensados. Prensados bons, prensados ruins, mas prensados, até que revi quem me apresentou a ela, recebi as sementes e aqui estou.

Minhas sementes ja geminaram,agora é aguardar.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Ivan que irado que você achou semente de Manga Rosa!! Se achar um feno bom, tenta tirar uns clones por que essa genética é incrível!

mrohsler@gmail.com
2 anos atrás

Adorei. Parabéns pelo conteúdo, muito profissional e técnico.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Obrigada!

Anna
Anna
2 anos atrás

Não tinha ideia que tínhamos essa strain 100% tupiniquim! Adorei o post, super informativo. É muito bom conhecer um pouco sobre a história canábica do nosso país. Vocês arrasam sempre!

Girls In Green
2 anos atrás
Reply to  Anna

Eba Anna, que máximo! <3

Rafael
Rafael
2 anos atrás

Deve ter uns 25 anos que provei uma Manga rosa legítima, Cabeça de nego também, essa mais forte só que menos saborosa que a manga.
Gostaria que degustar desta nova geração para ver se continua a mesma, pois é inesquecível.
A 50 gramas na epoca custava 15 reais ( tinham acabado de inventar o real) o pacote era só flechas de 30 cm, uma coisa absurda. Bons tempos.
Ótimo post guerreiras, muito boas informações em suas publicações, parabéns!

Girls In Green
2 anos atrás
Reply to  Rafael

Obrigada Rafael!

Gustavo Uriartt
Gustavo Uriartt
2 anos atrás

Foi minha primeira experiência. Há mais de trinta anos atrás… muita vontade de conseguir sementes. Mas não encontro em nenhum Seedbank. Como primeira… inesquecível.

Girls In Green
2 anos atrás

Dificil achar né? Será que ela vai ficar só na nossa memória? Vamos sentir saudades!

Ivan Carlos Chacon
Ivan Carlos Chacon
2 anos atrás

Meninas, parabéns pelo blog e obrigado pelo conteúdo, sempre muito bom!

Comecei a fumar cannabis há cerca de 10 anos, era uma manga rosa, cultivada em casa, mas ninguém me informou nada daquilo. Me apaixonei.

Após isso, infelizmente, vieram os prensados. Prensados bons, prensados ruins, mas prensados, até que revi quem me apresentou a ela, recebi as sementes e aqui estou.

Minhas sementes ja geminaram,agora é aguardar.

Girls In Green
2 anos atrás

Ivan que irado que você achou semente de Manga Rosa!! Se achar um feno bom, tenta tirar uns clones por que essa genética é incrível!

MARCOS HENRIQUE ROHSLER BRAZ
MARCOS HENRIQUE ROHSLER BRAZ
2 anos atrás

Adorei. Parabéns pelo conteúdo, muito profissional e técnico.

Girls In Green
2 anos atrás

Obrigada!