GIRLS IN GREEN

O hype da cannabis nos cuidados com a pele tem aumentado – no Brasil e no mundo. Mas o que a nossa plantinha pode oferecer à nossa rotina de cuidados e beleza? Aqui, a gente conta!

Uma boa notícia para quem adora um momentinho de skincare: as propriedades da cannabis para a pele e os cabelos já começaram a ser exploradas por aí! Com a regulamentação e legalização em diversos estados americanos e no Canadá, novos mercados se abriram, e os cosméticos são uma grande possibilidade para quem deseja aproveitar todos os benefícios da maconha – sem necessariamente chapar.

Além disso, precisamos lembrar que a pele é o maior órgão do corpo humano, e tudo o que ela absorve também é distribuído pelo nosso corpo. E, embora o canabidiol (CBD) seja o ativo mais estudado quando falamos em cosméticos, o tetrahidrocanabinol (THC) e outros compostos podem ser bem interessantes, agindo em problemas de pele como acne, psoríase, eczema, vermelhidão e inflamações em geral.

Aqui no Brasil, ainda temos poucos avanços na regulamentação da maconha: a Anvisa aprovou a regulamentação do registro no Brasil de produtos à base de CBD, que entrou em vigor somente em março de 2020. De acordo com a RDC 327, só serão aprovados produtos derivados da planta nos quais a concentração de THC seja menor que 0,2%. Segundo a instituição, não há como prever se, no futuro, produtos do mercado de skincare à base de CBD sejam incluídos nessa resolução e regularizados nacionalmente.

Hoje, temos a possibilidade de importar produtos à base de cannabis – ou de fazer nossas próprias medicinas. Então, vem com a gente descobrir como a nossa erva favorita pode ser importante para o seu skincare time!

Foto de mesa com Produtos de cannabis para skincare, com plantas ao fundo fonte: beuaty
Produtos de cannabis para skincare fonte: beuaty

Propriedades da cannabis para a beauté

Vários estudos descobriram os benefícios do CBD tópico no cuidado da pele. Há potencial para o CBD tópico aliviar os sintomas associados à acne, coceira, vermelhidão e inflamação, de acordo com uma análise recente de pesquisas existentes.

Os autores da análise apontaram para um pequeno estudo sobre creme de cannabis a 3% para acne. O estudo descobriu que pessoas com acne e vermelhidão que aplicaram creme de CBD em um lado do rosto duas vezes ao dia observaram uma diminuição significativa na secreção (o óleo que pode causar acne) e na vermelhidão.

Além disso, as propriedades anti inflamatórias do CBD foram consideradas um tratamento tópico eficaz para doenças de pele como psoríase e eczema.

Mas não é só isso: de acordo com especialistas, as duas principais causas de envelhecimento da pele e problemas comuns de pele como acne e hiperpigmentação são os danos de radicais livres na epiderme e a inflamação causada por funções irregulares no sistema endocanabinoide – cujos receptores, CB1 e CB2, atuam em peso no órgão, como você pode ver abaixo:

Além dos benefícios anti inflamatórios que já mencionamos, o CBD é um ingrediente incrivelmente eficaz no cuidado da pele por ser um poderoso antioxidante.

Resumindo, seus principais benefícios são:

Regular a produção e, por consequência, o acúmulo de sebo nos poros. Um dos fatores que mais contribuem para o aparecimento daquelas espinhas chatas e cravos é a superprodução de sebo. De acordo com um estudo de 2014, o CBD pode ter um efeito anti inflamatório nos sebócitos, as células da pele que produzem sebo.

Auxiliar na redução de inflamações. Como um anti inflamatório, o CBD pode ajudar a reduzir o inchaço, a dor e a vermelhidão de espinhas e cravos existentes ou irritação de doenças de pele como eczema e psoríase. Todas elas são respostas inflamatórias da nossa derme!

Promover uma hidratação mais profunda e duradoura. Estudos de 2009 sugerem que o CBD pode ser eficaz para cuidar de peles secas e desidratadas. Com isso, você pode dar adeus àquela descamação e coceira típica dessas condições!

Existem alguns estudos recentes que mostram a importância dos receptores canabinoides CB1 na pele para a regeneração de células basais saudáveis. Mas isso não significa que os canabinoides são uma fonte da juventude, viu?

Ainda assim, o CBD é um ingrediente extra incrível para adicionar à mistura como parte de um regime de cuidados com a pele. Os ácidos graxos insaturados ajudam na hidratação, enquanto o CBD ajuda na inflamação – e podem resultar em uma pele mais saudável, iluminada, hidratada, com menos manchas e menos propensa ao envelhecimento precoce.

Ilustração dos mecanismo de acão dos receptores  CB1 e CB2 na pele
Mecanismo de acão dos receptores  canabinóindes na pele Fonte: Phytecs.com.

CBD x óleo de hemp x CBA

Com a proibição da maioria dos derivados de cannabis em território nacional, surgem outros ingredientes na jogada – como o CBA e o hemp seed oil (óleo de semente de cânhamo). Muitos são anunciados como produtos derivados da cannabis, mas será que eles são mesmo? Vamos entender:

CBD

O famoso CBD, do qual falamos até agora, é um canabinoide derivado da cannabis ou do cânhamo – sim, o cânhamo também produz o CBD! Com diversos outros usos terapêuticos, suas propriedades já foram apontadas como possíveis tratamentos para insônia, ansiedade e até anticonvulsivante.

Hemp seed oil (óleo de semente de cânhamo)

Extraído das sementes de cânhamo, o óleo de cânhamo (ou hemp seed oil, em inglês) é usado na medicina chinesa há mais de 3 mil anos! Ele tem ação anti inflamatória e ômega 3 e 6, ativos regeneradores, o que o torna uma ótima alternativa para se usar puro na pele ou na fabricação de cremes e balms. Além disso, ele não é comedogênico e tem rápida absorção!

É importante lembrar que o cânhamo é a variedade de cannabis que contém menos de 0.3% de THC. Ou seja: tecnicamente, ele não é derivado da maconha que usamos quando apertamos um beck. 

CBA

Desenvolvido no Brasil, o cannabinoid active system (CBA para os íntimos) é um ativo feito com uma mistura de óleos amazônicos, como copaíba e passiflora, que enganjam o nosso sistema endocanabinoide de uma maneira semelhantes ao CBD – mas não é derivado da cannabis. Por ser legalizado no Brasil, o ativo já vem sendo usado por marcas nacionais, como a Lola Cosmetics.

Por isso, a gente recomenda que você fique de olho em rótulos que prometem entregar um skincare canábico e saiba reconhecer essas diferenças!

Outros usos tópicos

O uso tópico vai além dos cosméticos. A administração tópica de cannabis utiliza extrato completo de cannabis – um óleo espesso que foi descarboxilado para ativar os canabinoides (ou seja, é uma medicina mais full-spectrum do que os tratamentos com CBD). Depois que os canabinoides são ativados, eles podem ser absorvidos pela pele.

Alguns dos produtos tópicos que já podem ser encontrados por aí são:

  • Cremes;

  • Pomadas;

  • Patches e adesivos;

  • Balms.

Os efeitos tópicos diferem de outros métodos de uso por não fornecerem o estímulo cerebral responsável pela chapadeira. Ainda assim, todos os efeitos calmantes, analgésicos e anti inflamatórios podem ser aproveitados! Por causa disso, os tópicos são apropriados para consumidores que precisam de uma cabeça limpa e de um alívio mais localizado (por exemplo, dores musculares, machucados ou ferimentos).

Além disso, existem os lubrificantes e supositórios canábicos, também muito explorados pela indústria de cosméticos derivados de cannabis no exterior. Esse é basicamente o carro-chefe da marca Foria, por exemplo! Eles são perfeitos para condições no sistema reprodutor ou para dar aquela apimentada nas relações.

Eles funcionam de maneira rápida e eliminam desconfortos locais em poucos minutos, pois são absorvidos pela mucosa vaginal ou anal, e servem para muito além do ato sexual. Eles ajudam a estimular o fluxo sanguíneo, além de refrescar e ajudar a manter o equilíbrio da sua flora vaginal. Aqui, a gente te ensina a fazer um com uma receitinha bem simples! E aqui você pode acessar onde comprar no Brasil com as manas incríveis do Jardim Das Juanitas!

Essa forma de consumo pode ser perfeita para sintomas menstruais, dores pélvicas, endometriose, tensão pré-menstrual (TPM), menopausa ou outras diversas condições relacionadas ao sistema reprodutor e ao útero como um todo.

Produtos com cannabis para skincare  Fonte: Glamourp

É possível fazer seu próprio cosmético!

Sim, é isso mesmo que você leu!

Com alguns ingredientes, você pode fazer o seu próprio óleo facial, pomadas e balms perfeitos para acrescentar na sua rotina de skincare. Um básico dos básicos é saber fazer o óleo de côco canábico – que, você deve lembrar, também é super importante para produzir os edibles e até mesmo o lubrificante canábico que mencionamos acima.

A galera da Smoke Buddies postou uma receitinha incrível de pomada facial CBD full-spectrum. Nós achamos a receita super interessante também pela possibilidade de personalização: com óleos essenciais, você pode adicionar os ingredientes de acordo com os princípios que mais interessam. Nós recomendamos muito a lavanda e a rosa mosqueta, que contam com ativos ótimos para peles mais sensíveis e delicadas.

Também já ensinamos aqui a usar as raízes da maconha para fazer um balm calmante – que pode servir para aliviar dores, além de ajudar com bolhas e espinhas.

Creme com cannabis

Passos para não errar no skincare canábico

Em primeiro lugar, faça testes. O CBD costuma ser bem tolerado, mas vale a pena saber que o que quer que esteja no produto não vai detonar sua pele e piorar as coisas, especialmente se você tiver uma pele sensível. Faça o teste do produto em seu antebraço uma ou duas vezes por dia e verifique se há desenvolvimento de erupções na pele. Caso não haja, vá em frente e use-o como quiser!

Pes-qui-se. Embora a dose ideal ainda não esteja clara, a quantidade de CBD no produto deve estar claramente listada no rótulo. Também lembre-se do que a gente disse: CBA e óleo de cânhamo podem ser legais, mas, sem os canabinoides claramente listados na lista de ingredientes do produto, ele não é à base de maconha.

Lembre-se de que mais pesquisas são necessárias. Atualmente, não se sabe como os diferentes métodos de entrega de CBD afetam a ingestão de seu corpo ou como o uso de vários produtos de CBD ao longo do tempo pode afetar sua saúde. Por exemplo, não está claro como o consumo de uma tintura oral de CBD se compara à aplicação de uma formulação tópica, ou se há implicações para a saúde em usar um soro cutâneo de CBD junto com a adição de um óleo à sua comida. Portanto, vá devagar e deixe o seu corpo te guiar.

Compre de forma inteligente. Nesse caso, ter cuidado com o que se compra é essencial para não levar gato por lebre – principalmente se você for arcar com os custos altos de importar um produtinhos. Procure por marcas confiáveis e não aceite produtos sem testagem de canabinoides na fórmula! Marcas como a The Body Shop e a High Beauty são alguns exemplos confiáveis para quem está pesquisando.

Experimente um sérum. Os séruns são altamente concentrados e fáceis de colocar em camadas – ou seja, um ótimo produto para quem deseja começar uma rotina de skincare canábico.

Converse com seu (sua) dermatologista. Se você está lutando contra uma doença de pele, os produtos CBD podem se encaixar em seu regime de tratamento. Ou talvez não! Converse com seu (sua) dermatologista sobre se e como isso se encaixaria em seu protocolo atual, especialmente se você estiver lidando com uma doença de pele.

E aí, gostou dessas informações? Esperamos que elas sejam úteis para vocês que estão querendo uma rotina mais verdinha de cuidados com sua pele. A gente aqui já testou muitos produtos diferentes, e geralmente eles oferecem um ótimo resultado!

Conta para a gente: tem pensado em comprar ou fazer seu próprio produtinho de skincare canábico? Aceitamos dicas e sugestões também – é só deixar aqui nos comentários ou falar com a gente lá no nosso Instagram @girlsingreen710.

Até a próxima!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments