Haxixe

JAR TEST: PASSO A PASSO PARA TESTAR O RENDIMENTO DA SUA EXTRAÇÃO

Embora não seja uma medida definitiva, o jar test (ou teste do jarro) pode ser uma ótima ideia para quem que uma ideia preliminar do rendimento da sua extração. Entenda!

Cultivar para extrações é um processo cheio de variáveis. Uma delas, que pode fazer você crescer ou quebrar, é o rendimento. Para a gente, esse é o prinicipal fator para quem está começando a se aventurar no mundo dos concentrados. Isso porque fica extremamente difícil sustentar um lab, seja para produção medicinal ou consumo próprio, com matérias que rendam 2% ou 3% do peso em produto final. E aí que entra o jar test!

Poder contar com testes, mesmo que bem preliminares, já vai ajudar você a descobrir qual planta vale a pena lavar e qual deve ser deixada para outras finalidades. Até porque o processamento custa tempo, material e dinheiro. Perder tudo isso com flores que não são ideais para a produção de haxixe pode ser um baque para qualquer hash maker. E acontece! Mas podemos prevenir.

Aqui, venha com a gente aprender mais sobre o jar test e conferir um passo a passo completo sobre a temática. Bora mergulhar nessas águas tricomadas com a gente!

 

O QUE É O JAR TEST?

O jar test, ou teste do jarro, é uma técnica preliminar utilizada na produção de haxixe que serve para salvar a pele de muito hash maker. Ela ajuda a avaliar o potencial de rendimento das plantas antes de realizar o processo completo de extração. Ou seja: elimina a necessidade de fazer uma lavagem completa para entender como uma resina se comporta, e se vale a pena ou não usá-la.

O teste consiste em agitar algumas gramas de flores em uma jarra de vidro bem fechadinha com água fria. Isso permite uma visualização clara da quantidade de tricomas liberados pelas flores. Ao realizar este teste, os produtores podem ter uma ideia do desempenho da cepa em um processo completo de extração, o que pode ser uma salvação caso a resposta seja negativa.

 

QUAL A IMPORTÂNCIA DO JAR TEST?

Sua planta é linda, mas rende uma boa extração? O jar test pode ajudar você a descobrir! Imagem: Girls in Green.

A importância do jar test está justamente no fato de que permite aos produtores avaliar rapidamente se uma planta possui potencial para a produção de haxixe antes de realizar um processamento completo. Isso é crucial, pois evita o desperdício de tempo, material e dinheiro em plantas que não são ideais para esse fim. 

Em vez de realizar uma lavagem completa para descobrir o rendimento, o jar test oferece uma abordagem mais econômica e eficiente. Além disso, ao identificar as plantas com melhor desempenho, os produtores podem otimizar seu espaço de cultivo, mantendo apenas as genéticas e fenótipos que proporcionam resultados satisfatórios.

Nos Estados Unidos, já existem ferramentas mais avançadas para fazer isso, como o Resin Dial. Ele fornece uma análise mais detalhada do rendimento e da qualidade dos tricomas em cada micragem. No entanto, o jar test comum, realizado com equipamento básico, continua sendo uma opção viável e acessível para os produtores que estão iniciando.

Essa técnica também é útil para testar diferentes fenótipos ao final de cada ciclo de uma pheno hunt. Ela permite que os cultivadores identifiquem e mantenham apenas os fenótipos que atendam aos seus critérios de desempenho e qualidade. 

 

PASSO A PASSO DO JAR TEST

Comece com alguns gramas de flores de cannabis, divididas no tamanho que você usaria para uma lavagem padrão. Nós recomendamos 20 g, já que 5% de rendimento será o equivalente a 1 g de haxixe nesse caso. 

Tudo que você precisa é de um frasco de vidro de 1 litro (aproximadamente 32 onças), um pouco de água gelada e gelo para imitar as condições do lab.

A partir daí, é só seguir o passo a passo:

  1. Coloque o material inicial no fundo do frasco de vidro.
  2. Encha com água gelada e uma pequena quantidade de gelo.
  3. Deixe alguns centímetros de espaço no topo da jarra, para que a água não chegue até a borda.
  4. Coloque a tampa e sele totalmente o frasco.
  5. Agite vigorosamente o frasco e o material vegetal por cerca de 10 minutos.
  6. Deixe a jarra descansar por 30 minutos, dando aos tricomas a chance de se acomodarem no fundo da jarra.
  7. Você terá uma camada de cannabis flutuante no topo e uma boa camada de tricomas no fundo do frasco.
  8. Use uma lanterna para ver dentro do frasco. Isso vai dar a você uma noção melhor da quantidade de tricomas liberados.

 

Último passo: avalie os tricomas!

jar test
Antes e depois de um jar test bem feitinho. Consegue ver os tricomas? Imagem: Girls in Green.

Não há uma medida exata para a quantidade de tricomas que você deve procurar: é tudo bem relativo e subjetivo. Quando uma cepa realmente tem muitos tricomas, você saberá. Quando a maconha não tem muitos tricomas capitados pedunculados, ou não os libera efetivamente em uma lavagem com água gelada, não haverá uma quantidade digna de tricomas no fundo do frasco. Isso é o que mostra que ela é inviável para a extração.

Depois de observar a quantidade de tricomas acomodados no fundo do frasco, você pode tomar a decisão de repassar aquela cepa ou se comprometer com o processo completo. 

Não é necessário coletar o hash, mas é uma opção! Para uma verificação rápida, até mesmo um filtro de café pode substituir a bolsa de filtragem. Colete os tricomas do filtro e inspecione quanto à qualidade e quantidade. Você pode até secar a pequena amostra de haxixe, se preferir, e ver como ela vaporiza. Isso também vai ajudar você a entender se a planta está pronta para a colheita ou não.

 

FAQ

O que é o Jar Test?

O jar test, também conhecido como teste do jarro, é uma técnica preliminar. Ela é utilizada para avaliar o potencial de rendimento das plantas antes de realizar o processo completo de extração de haxixe. Consiste em agitar algumas gramas de flores em uma jarra de vidro lacrada com água fria para visualizar a quantidade de tricomas liberados pelas flores.

Qual é a importância do Jar Test?

O jar test é importante porque permite aos produtores avaliar rapidamente se uma planta possui potencial para a produção de haxixe antes de realizar um processamento completo. Isso evita o desperdício de tempo, material e dinheiro em plantas que não são ideais para esse fim. Além disso, identifica as plantas com melhor desempenho, otimizando o espaço de cultivo e garantindo resultados satisfatórios.

Como realizar o Jar Test?

Comece com alguns gramas de flores de cannabis. Utilize um frasco de vidro de 1 litro, água gelada e gelo. Coloque o material no fundo do frasco, encha com água gelada e gelo, deixando espaço na parte superior. Agite vigorosamente por cerca de 10 minutos e deixe descansar por 30 minutos. Avalie a quantidade de tricomas no fundo do frasco com uma lanterna para determinar o rendimento da planta.

Como avaliar os resultados do Jar Test?

Não há uma medida exata para a quantidade de tricomas desejada. Mas uma grande quantidade indica um potencial de rendimento maior. Se houver poucos tricomas no fundo do frasco, a planta pode não ser ideal para extração. Você pode optar por coletar o haxixe para uma avaliação mais detalhada ou usar um filtro de café para uma verificação rápida.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments