GIRLS IN GREEN

Entenda tudo sobre vaporizadores: as famosas “canetinhas”, cannabis em cartuchos e ervas secas. Esses artifícios fazem mal à saúde ou seriam estratégias de redução de danos? Saiba mais!

Nós, do Girls In Green, decidimos traduzir esse texto postado no site Planet of the Vapes por acreditar na importância de trazer à tona a polêmica dos cartuchos de canabinóides, as famosas canetinhas e o boom de doenças respiratórias conectadas com o uso dessas substâncias. Além disso, queremos desmistificar o tema, levando em consideração a vaporização de ervas secas em vaporizadores de qualidade como uma estratégia de Redução de Danos.

Vale lembrar: essa matéria foi produzida nos EUA, país onde existem estados onde a Cannabis é legalizada e regulamentada. Assim, existe um maior controle de qualidade sobre os produtos que circulam dentro do mercado regulado. Trazer essas informações para o público do Brasil é de extrema importância devido à falta de controle de qualidade dessas canetas que circulam no mercado irregular, podendo acarretar inúmeros riscos para os usuários!

Muitos que pensam que estão vaporizando e reduzindo possíveis danos, estão na realidade prejudicando seus pulmões. Nosso trabalho é garantir informações confiáveis e bem curadas para vocês, como uma forma de ampliar esse debate e também dichavar conhecimentos e informações. E por isso o incentivo:

Vamos nos informar antes de consumir qualquer substância?

E, além disso, vamos nos informar antes de escolher aparelhos eletrônicos que são utilizados como instrumentos para vaporização (também existem vaporizadores que liberam toxinas quando as temperaturas aumentam, e podem liberar até metais pesados).

Alice segurando um vaporizador de ervas secas com estrada e floresta ao fundo
Vaporizador de ervas secas 

Texto Original por Jerry Stickstones

Tradução livre realizada pelas meninas do Girls in Green

“Uma alternativa às canetas/cartuchos de cannabis que usam óleos concentrados é vaporizar ervas secas.”

Isenção de responsabilidade: este artigo é apenas para fins informativos e não se destina a aconselhamento médico. Para aconselhamento médico, consulte um profissional médico.

Houve alguns relatórios excelentes (e alguns, não tão excelentes) sobre o recente surto de doenças pulmonares relacionadas à vaporização de cartuchos que contém produtos derivados da cannabis. Neste post, destacamos as informações das melhores fontes que pudemos encontrar, e vamos ampliar a discussão para incluir não apenas a questão dos cartuchos, mas também da vaporização de ervas secas.

Definição de cigarros eletrônicos e “vaping”:

“Vaping”, conforme relatado pela maioria dos veículos de comunicação, é definido como “aquecer um líquido para produzir um aerossol que os usuários inalam nos pulmões. O líquido pode conter: óleos de nicotina, tetra-hidrocanabinol (THC) e canabidiol (CBD) e outras substâncias e aditivos.” Esta definição não explica a vaporização de ervas secas, que é diferente dos líquidos em vaporização.

Em 18 de outubro de 2019, o Planet of the Vapes realizou uma entrevista com o dr. Arno Hazekamp, um dos principais pesquisadores de cannabis do mundo.

Quando a definição de vaping foi pedida à ele, disse:

“Quando se usa vaporizadores líquidos, com cápsulas pré-enchidas, significa que alguém já tomou várias decisões por você. Não apenas sobre a variedade da produto, mas também a química envolvida na extração, a descarboxilação (se é que houve uma), o resfriamento, a adição de sabores (como falsos terpenos) e a remoção de clorofila. Tudo isso é feito por você, e não dá para confiar nas informações sobre a qualidade da substância. Isso não significa necessariamente que você terá um efeito muito diferente de uma vaporização de uma erva seca. Se a extração for bem feita, talvez você tenha os mesmos componentes nos pulmões após a inalação. Mas o problema é que, com a erva seca (vaporizador), você pode tomar essas decisões sozinho e, com os vaporizadores líquidos, essas decisões são tomadas para você. E um dos meus problemas com isso é que você não sabe qual é a qualidade desses líquidos”.

“O grande problema é que outra pessoa preparou todo esse líquido para você e você não sabe o que está lá. Portanto, é um alimento processado versus os ingredientes puros e naturais, que são as ervas. Você pode vê-lo (erva seca). Você pode tocá-lo (erva seca).”

Um Resumo sobre Lesão Pulmonar Associada ao Vaping (VAPI)

Em 29 de outubro de 2019, o CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças – EUA) identificou 1.888 casos de doenças pulmonares relacionadas ao “vaping” em todos os estados americanos, exceto no Alasca, no Distrito de Columbia e em um outro território dos EUA, com 33 mortes. Todos os pacientes relataram um histórico de uso de cigarros eletrônicos, que o CDC define como “cigarros eletrônicos – ou e-cigarettes – também são chamados de vapes, narguilés, canetas, e sistemas eletrônicos de entrega de nicotina (ENDS).”

(Comentário Girls in Green: aqui no Brasil também chamamos de canetinha, cartucho, refil, etc.)

A causa exata da doença ainda não foi determinada, mas uma possibilidade são os cartuchos do mercado irregular contaminados com acetato de vitamina E. O óleo de cannabis bruto é muito espesso para funcionar na maioria dos cartuchos, portanto, os produtores adicionam diluentes para deixá-lo na consistência ideal para vaporizar. Isso vem acontecendo há anos sem muitos problemas, mas, recentemente, os clientes perceberam que esse óleo estava mais fraco; os produtores começaram  adicionaram um espessante (a maioria é feito de acetato de vitamina E) para torná-lo ‘mais bonito’. O cliente acaba com um cartucho de THC que foi enfraquecido duas vezes, um óleo diluído com espessantes. Tragicamente, o espessante também se deposita nos pulmões, possivelmente causando a doença. Este excelente artigo relatou que até 60% dos cartuchos de THC no mercado irregular poderiam estar contaminados.

O CDC não acredita que apenas uma causa seja responsável por todas as doenças e está investigando várias possibilidades. A NBC realizou alguns testes com 18 cartuchos de THC e encontrou um fungicida que se transforma em cianeto de hidrogênio quando queimado. Os cartuchos obtidos no mercado irregular também deram positivo para pesticidas e vitamina E.

No dia 2 de outubro, médicos da Clínica Mayo examinaram amostras de tecido pulmonar de 17 pacientes, e todos aparentavam ter tido uma exposição a produtos químicos tóxicos, disseram os pesquisadores. Os sintomas relatados da doença incluem falta de ar, aperto no peito, tosse, náusea e dores de estômago. Tossir não é incomum ao vaping, ao menos que seja intenso ou doloroso. Se você usar um cartucho de óleo e experimentar esses sintomas, consulte um profissional de saúde e leve seu cartucho com você.

O que é vaporização de ervas secas ou flores?

Uma alternativa às canetinhas que são compostas de óleos concentrados previamente enchidos, é vaporização de ervas secas. Com um vaporizador de ervas secas, você controla o que vaporiza e é muito mais difícil adulterar essas substâncias sem que você perceba. Carrega-se o vaporizador como se faria com um cachimbo, mas em vez de queimar as ervas e inalar fumaça, é possível vaporizá-la. O dr. Arno Hazekamp explica a vaporização de ervas secas como simplesmente “fumar sem fumaça”.

O mercado de vaporizadores de ervas secas vem crescendo há duas décadas sem incidentes. Agora é um ótimo momento para conferir as últimas tecnologias, pois elas ficam cada vez menores, mais rápidas e menos caras.

O que sabemos sobre a vaporização de ervas secas?

A vaporização de ervas secas é praticada há bastante tempo e existem estudos científicos sobre o assunto. A maioria dessas pesquisas foram realizadas em países que regulamentarm a maconha há bastante tempo, como Israel e os Países Baixos. O Bedrocan realizou vários estudos, incluindo uma excelente discussão sobre a vaporização de ervas secas, intitulada “Vaping vs vaporization”. É importante observar que nenhum dos casos de VAPI envolveu vaporização de ervas secas.

Reunimos alguns estudos significativos para ajudá-lo a pesquisar e tomar sua própria decisão. Todos os estudos abaixo foram realizados com vaporizadores de ervas secas: (é só clicar no link com as frases)

  • Os resultados indicam que a vaporização pode fornecer doses terapêuticas de canabinóides com uma redução drástica nos compostos de fumaça pirolítica. A vaporização parece, portanto, uma alternativa atraente à maconha defumada para futuros estudos sobre cannabis medicinal.”

  • Dados de uma grande amostra da Internet revelaram que o uso de um vaporizador previa menos sintomas respiratórios, mesmo quando a idade, o sexo, o consumo de cigarros e a quantidade de cannabis usada eram levados em consideração. Uma interação significativa revelou que o impacto de um vaporizador era maior à medida que a quantidade de cannabis usada aumentava. Esses dados sugerem que a segurança da cannabis pode aumentar com o uso de um vaporizador. Usuários regulares de juntas, embotamentos, canos e canos de água podem diminuir os sintomas respiratórios ao mudar para um vaporizador. ”

  • A cannabis vaporizada produziu maiores mudanças nos resultados do estudo em relação à cannabis fumada”.

Nossa intenção é ajudá-lo a superar essa confusão para estarmos armados com fatos que levam a decisões responsáveis. Esses não são os únicos artigos disponíveis sobre o assunto, mas encontrá-los pode ser difícil. A maneira mais fácil de encontrar mais artigos é ler a lista de referências no final de cada estudo.

Vaporizadores de ervas secas medicamente aprovados (não estão à venda nos EUA)

A Storz & Bickel fabrica dois vaporizadores (sob a marca ‘Vapormed’) que foram licenciados para uso médico no Canadá e Israel: o Volcano Medic e o Mighty Medic. Esses vaporizadores estão disponíveis apenas mediante receita médica no Canadá e Israel, mas seus equivalentes no mercado de massa são muito populares em muitos países. Devido à regulamentação amigável, Israel é um dos líderes mundiais na pesquisa de maconha.

Resposta da indústria

Alguns fabricantes de vaporizadores fizeram postagens públicas ou declarações sobre a doença. A Magic Flight fez várias postagens no Instagram sobre as diferenças entre o vaporizador de ervas secas Launch Box e os vaporizadores concentrados. A Storz & Bickel fez uma declaração lembrando que nenhum de seus vaporizadores de ervas secas esteve envolvido em nenhum dos incidentes e é o único fabricante a produzir e distribuir vaporizadores de maconha medicinal internacionalmente. O PAX também fez uma declaração pública em seu site e o seguiu com um anúncio da criação de um Conselho Consultivo de Saúde.

Legalização com regulamentação sensata

Os funcionários do governo parecem confusos e não têm entendimento sobre a vaporização, mas estão avançando com a política. Alguns estados estão proibindo as vendas de cigarros eletrônicos com sabor. As proibições previstas em Michigan e Nova York foram contestadas e revertidas. Massachusetts deu um passo adiante e proibiu todas as vendas de vaporizadores no estado por quatro meses. Essa proibição inclui vaporizadores de ervas secas, apesar de todos os casos relatados envolverem vaporizadores de cigarro eletrônico.

“Agora é responsabilidade do Congresso acabar com a proibição e regular a cannabis sem demora. Ao remover a cannabis da lista de substâncias controladas e instituir uma estrutura reguladora explicita por meio de agências existentes, o governo federal pode fornecer orientações úteis aos estados que têm ou desejam estabelecer sistemas regulados de controle de cannabis. Dessa forma, ajuda-se a afastar definitivamente os produtores irresponsáveis do mercado ilícito.”

Aaron Smith, diretor executivo da Associação Nacional da Indústria de Cannabis

Precisamos de mudanças que abordem a raiz do problema, não de mudanças reacionárias em alvos fáceis.

Como se manter seguro

Embora o CDC não tenha conseguido isolar uma única causa da doença, relatam evidências de que um grande número de pessoas afetadas usavam refis ilegais de THC. A coisa mais segura a fazer é parar completamente de usar cartuchos do mercado não regulado. Sempre saiba o que você está vaporizando. Somente vaporize produtos obtidos de uma fonte confiável, de preferência com resultados de testes de laboratório que você possa analisar. Sempre que possível, vaporize ervas secas.

(Comentário Girls in Green: ou concentrados como hashishs que você conheça a origem)

“Pessoalmente, eu seria um pouco purista e diria para usar apenas a erva seca até que você realmente saiba o que está fazendo, realmente saiba o que deseja e, em seguida, talvez dê um passo para os líquidos, se sentir que a qualidade melhorou o suficiente para não ter problemas como estamos vendo hoje. ”- Dr. Arno Hazekamp.

Para onde vamos daqui?

Como membros da NCIA, apoiamos totalmente a proposta de legalização da maconha e de uma estrutura regulatória sensata. Sem legalização, não podemos pesquisar a planta e implementar diretrizes de segurança. Precisamos de um sistema que incentive compradores e vendedores a participar do mercado jurídico, enquanto desencoraja o mercado irregular. Nos mercados legalizados de cannabis de hoje, mais de 50% do mercado é ilícito, porque compradores e vendedores são desmotivados pelo preço, tributação e carga regulatória. Entre em contato com seus representantes e informe-os sobre quais aspectos de um mercado jurídico são mais importantes para você.

Finalmente, ouça sua consciência. Se você acha perturbador o frenesi da mídia sobre vaporizar, reserve um tempo para pesquisar e digerir as últimas notícias antes de realizar uma sessão. Agora não é hora de reações bruscas. Precisamos de mentes educadas e calmas quando nos aproximamos da planta e de sua regulamentação iminente.

Isenção de responsabilidade: este artigo é apenas para fins informativos e não se destina a aconselhamento médico. Para aconselhamento médico, consulte um profissional médico.

Houveram alguns relatórios excelentes (e não alguns, não tão excelentes) sobre o recente surto de doenças pulmonares relacionadas ao vaping. Neste post, destacamos as informações das melhores fontes que pudemos encontrar e vamos ampliar a discussão para incluir “vaporização de ervas secas”.

guest
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
maybealittletoosoon@gmail.com
2 anos atrás

Dynavap makes some very good and inexpensive portable vapes which really allow the plant’s (or concentrate’s) terpene expression to shine.

maybealittletoosoon@gmail.com
2 anos atrás

Dynavap makes some very good and inexpensive portable vapes which really allow the plant’s (or concentrate’s) terpene expression to shine.

maybealittletoosoon@gmail.com
2 anos atrás

Dynavap makes some very good and inexpensive portable vapes which really allow the plant’s (or concentrate’s) terpene expression to shine.

Nathaniel Levy
2 anos atrás

Dynavap makes some very good and inexpensive portable vapes which really allow the plant’s (or concentrate’s) terpene expression to shine.