Redução de Danos

Como parar de fumar tabaco (ou tentar)

A gente não vai mentir: não vai ser fácil, e talvez você precise de várias tentativas. Mas aqui vamos dar algumas dicas sobre como finalmente parar de fumar tabaco!

Ele é o companheiro de manhãs e noites insones. Ele ajuda você a aguentar algumas barras, e até faz seu corre render mais! Ele vai bem com um cafezinho, uma cerveja bem gelada ou até mesmo sozinho. Sim, estamos falando do tabaco: essa planta de poder que é sagrada para alguns, mas cujo uso está associado a vários problemas de saúde. E a gente precisa admitir que parar de fumar tabaco pode fazer um bem danado para o nosso corpo.

O tabagismo está associado a doenças respiratórias, como câncer de pulmão e enfisema, além de problemas no coração e envelhecimento precoce. Mas só saber que ele é danoso não é o suficiente para parar. Afinal, pode ser complicado largar algo que já se tornou um hábito. Por isso, o quanto antes você começar a tentar, melhor.

Então larga esse cigarrinho aí e vem com a gente! Hoje, vamos falar mais sobre como (e porquê) parar de fumar tabaco.

Tabaco orgânico
Tabaco orgânico

O que torna o tabaco tão “viciante”?

A nicotina é o que torna o tabaco tão atrativo. Ela pode ser tão aditiva quanto o álcool, a cocaína e várias outras substâncias comumente relacionadas com um uso mais problemático. Seus efeitos incluem:

  • Redução da irritabilidade e depressão;
  • Melhora na concentração e na memória de curto prazo;
  • Sensação de bem-estar;
  • Redução do apetite.

Mas o maior problema é que, além da nicotina, acredita-se que o tabaco contenha cerca de 70 substâncias cancerígenas. Esses produtos químicos podem resultar no desenvolvimento de doenças relacionadas ao tabagismo, como câncer de pulmão, doenças cardíacas e derrame. E é por esse motivo que milhões de fumantes tentam parar de fumar a cada ano. 

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, em 2015, 68% dos fumantes afirmaram que gostariam de parar completamente seu uso de tabaco.

Entretanto, a abstinência de nicotina torna mais difícil parar de fumar. Dessa forma, é bem importante que você entenda seus gatilhos e as melhores maneiras de lidar com a falta dela no seu dia a dia.

Aqui, já demos algumas informações bem importantes sobre o uso de tabaco, seus riscos e formas de reduzir seus danos.

Foto colorida de uma mulher branca com cabelos lisos e loiros, soltando fumaça pela boca, não se vê o rosto da mulher. Ao fundo, desfocado, percebemos uma paisagem montanhosa
Entenda seus gatilhos e as melhores maneiras de lidar com a falta da nicotina

Como efetivamente parar de fumar?

Se você tomou essa decisão, parabéns! Pode ser interessante conversar com um(a) médico(a) para entender a melhor estratégia para o seu caso. Mas, se você deseja começar sem orientação profissional, também pode ir pelos caminhos mais utilizados. Por exemplo:

Terapia de reposição de nicotina

As terapias de reposição de nicotina (TRNs) fornecem a nicotina que seu corpo deseja de uma forma muito mais segura do que os cigarros — ou seja, sem os danos da combustão. Com o tempo, você acaba reduzindo a quantidade de nicotina que consome até que, com sorte, chega a controlar completamente seu desejo por ela. Essas terapias são bem comuns, e incluem:

  • Patches, ou adesivos transdermais;
  • Chicletes (quem nunca viu um Nicorette?);
  • Inaladores.

Contudo, é preciso entender que produtos de terapia de reposição de nicotina (TRN) são úteis, mas não são uma cura para tudo. A maioria das pessoas ainda apresenta alguns sintomas de abstinência. Se você tem uma conexão emocional com o tabaquinho de cada dia, a NRT não pode acabar com isso. Então, vamos conhecer mais algumas estratégias interessantes!

Medicamentos para parar de fumar

Existem alguns medicamentos prescritos, como a bupropiona, que alteram as substâncias químicas em seu cérebro para aliviar os desejos e os sintomas de abstinência. 

Alguns desses medicamentos podem ser combinados a terapias de reposição de nicotina, como adesivos ou chicletes. Alguns até permitem que você continue fumando no início do tratamento. Mas essa alternativa requer o acompanhamento de um médico, já que a maioria dos remédios para parar de fumar tabaco exigem receita e aconselhamento profissional.

Terapias alternativas

Algumas terapias podem ajudar a mudar os hábitos mentais e físicos que você desenvolveu em relação aos cigarros de tabaco. Essas terapias incluem:

  • Hipnose;
  • Acupuntura;
  • Meditação.

Algumas pessoas que param de fumar usam essas terapias sozinhas, enquanto outras as usam em conjunto com medicamentos ou terapias de substituição de nicotina.

Grupos de suporte e a boa e velha terapia

Sim: a terapia convencional ou em grupos de suporte pode ser uma ótima maneira de parar de fumar. Com elas, você pode entender melhor os motivos por trás do seu uso e, dessa forma, compreender formas mais efetivas de lidar com os problemas que levam você a procurar conforto no tabaco.

Posso parar de fumar de uma hora para outra?

Se você fuma mais de dez cigarros por dia, a abordagem mais indicada é reduzir o consumo aos poucos — conforme você aprende a identificar e lidar com os próprios gatilhos de uso. 

Mas, se você fuma dez cigarros ou menos por dia, pode querer parar de fumar de uma vez por todas, sem usar substitutos com nicotina. Seus sintomas de abstinência serão mais fortes, mas um bom plano pode ajudar a superar o período mais difícil. Você pode, por exemplo:

  • Escolher uma data específica para parar de fumar.
  • Fazer uma lista de seus motivos pessoais para largar o hábito.
  • Lembrar que os sintomas de abstinência são apenas temporários.
  • Contar com amigos e familiares para obter apoio.
  • Juntar-se a um grupo de apoio.
Foto colorida de uma mão de mulher branca, segurando uma seda aberta com tabaco, haxixe, filtro e piteira, em um fundo com motivos indianos
Camomila, lavanda ou mesmo as misturinhas de kumbayá são perfeitas para substituir o tabaco

Outros hábitos que podem ajudar a parar de fumar

Existem algumas outras atitudes que podem ajudar você a lidar melhor com a vontade de acender aquele tabaquinho esperto nos momentos difíceis:

Praticar algum esporte

Sim: o exercício físico muda tudo. Além de ajudar você a recuperar sua capacidade cardiorespiratória, praticar um esporte (mesmo que leve) diariamente faz com que o seu cérebro libere endorfina, dopamina, serotonina e outros neurotransmissores que promovem o bem-estar e o equilíbrio das funções cerebrais e corporais. Uma yoga, caminhada ou sessão de alongamentos para começar já faz bem demais!

Substitua o cigarro

Beber água gelada, mascar um chiclete ou preparar um chá quentinho, se essa é sua vibe, são boas opções para substituir o cigarro nas horas de aperto. É, a gente sabe que não é a mesma coisa, mas fazer o que, né? 

Que tal outras ervas?

Se você usa o tabaco para bolar haxixe ou para misturar com flor ou prensado, pode encontrar outra erva menos danosa para entrar no lugar. Camomila, lavanda ou mesmo as misturinhas de kumbayá são perfeitas para isso.

Aqui, a gente mostrou várias opções para substituir o tabaco do seu spliff. Vem ver!

E lembre-se:

Tenha paciência consigo mesma(o)! Parar de fumar tabaco é um processo bem difícil, e é preciso ter força de vontade para largar esse hábito. Portanto, planeje muito bem essa missão, e foque no resultado. 

Segundo a Agência Nacional de Saúde do Reino Unido, em um ano, a chance de desenvolver problemas cardíacos para um ex fumante caem pela metade. Em dez anos, o risco de câncer de pulmão cai pela metade. Ou seja: o que não faltam são coisas positivas para se apegar!

Gostou das nossas dicas? Fique de olho aqui no blog para informações sobre Redução de Danos, maconha, haxixe, psicodélicos e muito mais. E, para acompanhar tudo o que rola no universo canábico, segue a gente lá no Instagram @girlsingreen710.

Até a próxima!

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
pavyon iş ilanları
pavyon iş ilanları
2 meses atrás

Thank you so much