GIRLS IN GREEN

Quer cultivar, mas não sabe como começar? Aqui, vamos abordar as principais dúvidas quando o assunto é importação de sementes de maconha. Vem saber mais!

Para começar a cultivar suas próprias plantinhas, você precisa de um bom clone — ou de sementes. E, embora seja perfeitamente possível cultivar as prenseeds (como são apelidados sementinhas encontradas na maconha prensada), muitos precisam de (ou desejam) genéticas específicas, seja por conta dos efeitos, do aroma, do sabor ou de outros fatores que apenas uma variedade pode proporcionar.

Nesses casos, uma das melhores alternativas é procurar por um banco de sementes. Existem alguns deles que entregam aqui no Brasil, e é preciso pesquisar bem direitinho para não cair em ciladas ou acabar comprando sementes ruins. Afinal, elas não são baratas!

Mas, quando o assunto é importação de sementes de maconha, existem muitas dúvidas. Por exemplo: comprar suas sementes pode ser considerado tráfico? Existem penas para quem faz isso? Essa é uma das questões mais comuns e que mais gera medo entre os cultivadores e cultivadoras. 

Aqui, vamos responder com informações que encontramos em extensas pesquisas sobre esse assunto. Vem com a gente!

Foto colorida de sementes de maconha em um fundo branco
Entenda os riscos de importar sementes de maconha

É permitido importar sementes de maconha?

Esse é um assunto um tanto nebuloso. De acordo com o advogado Thiago Knopp, comprar uma pequena quantidade de sementes para autocultivo não configura tráfico ou porte de drogas. Isso por conta de uma decisão do Supremo Tribunal Federal. 

Em um caso envolvendo a compra de 26 sementes, o STF concluiu que, pelas sementes não conterem THC, sua importação deveria ser considerada atípica — não configurando crime.

Mas o Superior Tribunal de Justiça, em várias oportunidades, já afirmou que importar sementes de maconha configura tráfico internacional de drogas. Isso porque elas serviriam para a produção da planta, que ainda não é permitida aqui no Brasil. Há também o entendimento de que a importação de sementes seria contrabando, por se tratar de mercadoria ilícita em território nacional.

Mas assim: o Ministério Público Federal orienta, desde abril de 2020, que quando a importação das sementes for em pequena quantidade e destinadas ao cultivo para consumo pessoal, a conduta não será considerada criminosa. O limite, para isso, seria de até 25 sementes. A decisão diz que:

“Na importação de sementes de maconha, mercadoria proibida que atrai a incidência do crime de contrabando, previsto no art. 334-A do Código Penal, a pequena quantidade, assim considerada até o limite de 25 unidades, para o plantio destinado ao consumo próprio, induz à mínima ofensividade da conduta, à ausência de periculosidade da ação e o ínfimo grau de reprovabilidade do comportamento, razões que comportam a aplicação do princípio da insignificância à hipótese (Enunciado n. 93).”

Mas temos um alerta importante: esse entendimento é apenas uma orientação a outros tribunais distribuídos pelo país, mas não há uma decisão concreta e definitiva do STF sobre isso. Portanto, a importação através de bancos de semente internacionais ainda pode ser um tanto arriscada e deve ser feita com cautela.

O que são bancos de sementes?

Os bancos de sementes são o canal de compra perfeito para quem está pesquisando sobre o que cultivar e curtiu uma cepa mais específica. Neles, cultivadores e breeders de todos os lugares do planeta colocam suas genéticas à venda para quem também desejar cultivá-las. 

O melhor de tudo é que, normalmente, esses bancos contam com uma boa base de informação sobre as sementes oferecidas. Isso significa que você vai conseguir escolher com base em aroma, sabor, quantidade de canabinoides e outras características, tanto físicas da planta quanto de efeito.

Entretanto, é preciso ter cuidado ao selecionar seu banco de sementes! Nem todo banco é confiável, e a maioria dos cultivadores mais experientes tem lá a sua listinha de favoritos, com genéticas testadas e bem estabilizadas, além de um menu bastante completo e bem atualizado. Aqui, encontramos algumas indicações

Sugerimos procurar por breeders específicos também, como:

  • Dying breed seeds
  • Massonic smoker
  • Biovortex
  • Grateful seeds
  • Karma genetics
  • Exotic Genetics Mike
  • Bloom Seed Co. 
  • Umami seed co.
  • Garden of Grease
  • Omni Seed Co.

Quais as vantagens dos bancos de sementes?

Comprar de um banco de sementes mais consolidado tem a vantagem da confiança. Você pode ter certeza de que suas seeds vão ser da cepa descrita e vão estar frescas o suficiente para possibilitar um bom aproveitamento na hora de germinar!

Mas existem diversos outros pontos positivos nesse rolê. Grande parte deles permite a compra online e o envio para diferentes países. E esse lance do envio é super importante, já que a maioria desses bancos de sementes fica bem longe daqui, em países como os Estados Unidos, a Holanda, a Espanha, o Chile e vários outros lugares.

Outros benefícios incluem:

  • Cultivar cepas gostosinhas e mais conhecidas;
  • Saber que suas genéticas já estão estabilizadas e que elas vão gerar flores incríveis se bem cuidadas;
  • Entender previamente o perfil canabinoide e de terpenos de sua planta, o que ajuda a alinhar as expectativas;
  • Saber mais sobre o fenótipo da planta e se ele se encaixa no seu tipo de cultivo, especialmente se você precisa de plantas menores para um espaço indoor e mais discreto;
  • Saber de outras características que podem facilitar o seu cultivo, como resistência a indicadores biológicos e mofo, tempo de maturação, presença e densidade de tricomas…
  • Ter um controle maior para uso medicinal e/ou terapêutico ou produção de insumos para isso.

Como escolher suas sementes?

Existem três tipos principais de semente para escolher, e você precisa entender como elas funcionam para acertar na hora de finalmente comprar seu pacotinho. Vamos falar sobre elas?

Foto colorida de sementes de maconhe sobre um prato de madeira, com uma folha de cannabis abaixo e dois vasinhos de plantinhas suculentas ao lado
Sementes regulares de cannabis

Sementes regulares

Se você comprou um pacote de sementes comuns, ou também chamadas de sementes regulares, suas plantas podem ser machos ou fêmeas. Essas sementes são essenciais para o processo de cruzamento e criação de novas cepas, e são a forma mais natural de fazer tudo no cultivo.

Quando plantadas, suas sementes regulares só vão demonstrar o seu sexo durante a flora. Nesse caso, você precisará sexar essas plantinhas assim que seus órgãos reprodutivos aparecerem e descartar os machos – porque eles não produzem brotos e polinizam as fêmeas, resultando em flores semeadas.

Seu macho só não deve ser jogado fora se você quiser coletar o pólen para fazer experimentos de breeding depois. Mesmo assim, o rolê é separá-lo das outras plantas para que elas não acabem produzindo sementes ao invés de flores.

Pontos positivos das sementes regulares:

  • Mais baratas;
  • Se você for iniciante, plantar sementes regulares possibilita errar sem estar usando sementes caras;
  • Utilizadas para cruzamentos, possibilitam a variabilidade gentética;
  • Sementes regulares trazem uma visão completa do cultivo.
Foto colorida de uma planta de cannabis macho
Planta macho de maconha

Pontos negativos das sementes regulares:

  • Menor rendimento, afinal, as plantas macho não geram flores;
  • Dependendo das condições climáticas do seu cultivo, de 80 a até mesmo 100% das plantas podem se revelar macho. Isso significa que as condições climáticas influenciam na expressão de gênero da planta, e é preciso tomar bastante cuidado;
  • Apenas um macho pode polinizar uma colheita enorme, fazendo com que suas fêmeas concentrem suas energias na produção de sementes em vez de flores. Portanto, todo cuidado é pouco!

Sementes feminizadas

As sementes feminizadas não possuem o cromossomo masculino. Por isso, elas eliminam a possibilidade das plantas se expressarem como macho. Nesse caso, todas as sementinhas que você plantar vão originar lindas flores! Yay! 

Muita gente prefere as sementes feminizadas pela praticidade de não ter que sexar as plantas e descartar os machos. Vale lembrar que isso também reduz o risco de um macho se infiltrar em sua colheita e polinizar todas as suas fêmeas, o que pode ser um desastre — principalmente para quem está começando e ainda não pegou muito bem o jeito de saber o que é macho e o que é fêmea.

Pontos positivos das sementes feminizadas:

  • Maior rendimento, já que nenhuma planta precisará ser descartada;
  • Elimina o trabalho de ter que caçar machos no meio de suas plantas.

Pontos negativos das sementes feminizadas:

  • Elas possuem apenas uma genética, e não podem ser usadas para cruzamento;
  • São muito mais caras!

Sementes automatizadas

Aqui, temos um post completo falando melhor sobre esse tipo de semente. Basicamente, as plantas com autofluorescência, provenientes das sementes automáticas, mudam do estado vegetativo para o estado de floração com a idade, e não a mudança do seu ciclo de luz. Eles têm um curto período de crescimento e colheita, e podem estar prontas em até três meses a partir do momento em que você as coloca no solo.

Pontos positivos das sementes automáticas:

  • Podem ser mais fáceis de manter;
  • Rápidas e práticas;
  • Ótimas para locais com pouca luz, invernos longos e verões mais curtos.

Pontos negativos das sementes automáticas:

  • São menos potentes;
  • São mais caras.
Foto colorida de dementes de maconhe sobre uma mesa de madeira
Entenda como cada tipo de semente funciona para escolher a mais indicada para seu cultivo.

Como comprar suas sementes de um banco?

Tendo em mente o tipo de semente que você deseja e um perfil de canabinoides e terpenos, basta ir para os bancos e fazer a sua compra. Na maioria, você vai direto no site e o rolê é bem intuitivo. Mesmo assim, vamos fazer um passo a passo simples para ilustrar melhor esse processo:

Passo 1:

Depois de fazer sua pesquisa e encontrar a genética perfeita, faça a seleção e coloque no carrinho. Certifique-se de que a quantidade de sementes está dentro do que é permitido por lei para evitar problemas, ou, se for comprar mais, faça isso em diferentes contas.

Passo 2:

Coloque seus dados e, se for possível, selecione um endereço que não seja o mesmo de onde está o seu cultivo. Acredite, isso faz muita diferença!

Passo 3:

Sempre que tiver a opção, selecione o envio discreto, ou stealthy. A partir dele, as sementes são enviadas em uma embalagem diferente da original, o que ajuda bastante na hora do recebimento.

Dica especial: se você tem criptomoedas, como Bitcoin, pode até pagar com elas para garantir o anonimato da transação. Caso contrário, um cartão de crédito internacional ou conta no Paypal vão ser necessários.

Esperamos que esse post ajude você na missão de encontrar suas sementes! Depois de selecionar a genética ideal, você pode continuar propagando ela através dos clones — de uma forma muito mais econômica e prática. 

Não esquece de seguir a gente lá no Instagram @girlsingreen710 para mais informações sobre o universo do cultivo canábico, do haxixe e da Redução de Danos.

Até a próxima!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments