GIRLS IN GREEN

Tinturas são um dos métodos preferidos de consumo de quem deseja aproveitar todos os efeitos medicinais e terapêuticos da maconha. Aprenda como fazê-la em casa com haxixe!

Nem todo mundo precisa fumar maconha para ser maconhista: com os avanços da indústria e da ciência canábica, surgem meios de consumo diferentes que podem ajudar quem não tem tanta afinidade assim com o beck. As tinturas são um deles — e normalmente são as favoritas de quem deseja aproveitar os benefícios da planta sem precisar fazer a fumaça subir. O melhor de tudo é que elas podem ser feitas em casa, com haxixe e outros poucos materiais.

Se você já faz haxixe em casa, seja ice water hash ou rosin, você pode usar aquele material que não é tão limpo assim para criar suas próprias tinturas. E, se você ainda não faz, a gente recomenda baixar nosso eBook aqui para aprender primeiro!

Nós acreditamos que ensinar as pessoas a fazer a sua própria medicina é uma forma de garantir autonomia aos pacientes, que ainda se encontram tão desamparados pela lei brasileira. Enquanto não houver uma legalização e uma regulamentação justa, que promova o acesso a quem mais precisa dessa substância, a gente vai estar aqui para mostrar que — embora nem sempre seja fácil — é possível fazer tudo do seu jeitinho. 

E aí, vamos começar? Aqui, aprenda mais sobre as tinturas de haxixe e confira nosso passo a passo para fazer a sua em casa.

Tinturas canábicas são feitas com álcool Fonte: Leafly

O que é uma tintura?

As tinturas são extratos à base de álcool — e, no caso das tinturas de haxixe, elas são ricas em canabinoides, terpenos, terpenoides e outras substâncias contidas na maconha. Por serem líquidas, elas são perfeitas para uso oral.

O álcool usado para fazer as tinturas é o que extrai todos os componentes do seu material inicial (neste caso, bubble hash ou rosin), para que possam ser absorvidos diretamente na corrente sanguínea. Enquanto os comestíveis comuns, como brownies ou brisadeiros, passam pelo sistema digestivo e são metabolizados pelo fígado, as tinturas são absorvidas diretamente na corrente sanguínea por meio de pequenos vasos sanguíneos na boca. 

E lembre-se: a absorção mais rápida ocorre pelas gengivas e sob a língua.

Quais os maiores benefícios das tinturas?

O uso de tinturas pode oferecer todos os benefícios que os canabinoides já oferecem, como alívio a dores crônicas e outros sintomas de várias doenças. Comparadas a outros meios de consumo, elas são favoritas pela facilidade de dosar e controlar, além de serem mais discretas. 

Sua ação é rápida, e costuma ser acompanhada por uma segunda onda de efeitos em cerca de 1h ou 2h após o consumo — a medida em que o restante dos canabinoides é absorvido pelo sistema digestivo. 

É importante lembrar que óleos e tinturas são bem parecidos em relação aos efeitos. A maior diferença está na fabricação: enquanto a primeira opção é feita em gorduras, a segunda é feita com álcool.

Extração com álcool

A extração a frio com álcool é uma forma de usar um álcool de qualidade alimentar altamente concentrado para extrair os compostos desejados. E essas tinturas não causarão intoxicação alcoólica (ou ressaca no dia seguinte), já que só precisa de uma quantidade pequena de álcool para a dosagem necessária. 

Mas as tinturas definitivamente dão um soco! No bom sentido, é claro.

É melhor usar álcool de qualidade alimentar, como álcool de cereais, para fazer tinturas com haxixe. Ele vai efetivamente extrair todos os ingredientes ativos dos concentrados de cannabis. O uso de bebidas alcoólicas, como a vodca ou cachaça, não é forte o suficiente para as receitas de tintura.

Definitivamente não use álcool isopropílico ou álcool comum. 

Que tipo de haxixe usar para fazer tinturas?

O haxixe de qualidade alimentar é ideal para fazer tintura. Mas o que isso significa?

Um full melt, o grau mais premium de haxixe, é ideal para consumir por conta própria. Graus mais baixos de haxixe são melhores para fazer tinturas. Geralmente, escolhemos usar a resina das bolsas de 180 microns para cima, ou abaixo de 90. Mas você pode usar qualquer material disponível, ou separar um pouquinho da sua resina caso costume fazer full-spectrum.

No caso do rosin, qualquer material mais contaminado ou escuro do que o desejado pode ser usado para fazer tinturas — ou mesmo outros insumos, como comestíveis e lubrificantes.

Materiais necessários para fazer sua tintura

1. 3 gramas de haxixe ou rosin de sua escolha;

2. 6 onças (177 ml) de álcool de qualidade alimentar;

3. Recipientes de vidro com tampa;

4. Filtros de café;

5. Pano limpo;

6. Balança digital;

7. Frascos com conta-gotas para guardar a tintura. Prefira os de cor âmbar e dosadores com marcação de ml para armazenar e dosar com mais segurança.

Isso produzirá 2 gramas (ou ml) de tintura de alta potência. Para aumentar a receita, use a mesma proporção de materiais.

Assim que cerca de metade do álcool evaporar, a tintura está pronta para ser guardada nos frascos conta-gotas Fonte: homesteadandchill

Passo a passo para fazer tintura com haxixe

1. Use uma balança para pesar 3 gramas do seu material inicial, seja haxixe ice ou rosin. Adicione o concentrado a um recipiente de vidro com tampa. Em seguida, adicione 6 onças de álcool a um recipiente separado. Mantenha ambos no freezer por 24 horas.

2. Agora é hora de combinar os concentrados de cannabis e o álcool. Despeje apenas 3 onças de álcool no recipiente com a resina. Recoloque a tampa e agite vigorosamente por 5 minutos. Isso é chamado de “primeira lavagem”. Em seguida, coloque os dois frascos de volta no freezer por mais 2 horas.

3. Passadas as 2 horas, retire o frasco com o concentrado do congelador e volte a agitar durante 5 minutos. Você pode deixar o frasco apenas com o álcool no congelador.

4. Coe o frasco com a mistura de cannabis e álcool com ajuda de um pano de algodão limpo. 

5. Coloque um filtro de café sobre um recipiente vazio e, em seguida, despeje a tintura pelo filtro de café. Isso permite que a tintura passe por ambos os filtros, o que refina ainda mais o produto, removendo lipídios e pedaços menores de partículas vegetais.

6. Em seguida, faça a segunda lavagem. Isso extrairá os canabinoides restantes do seu material. Adicione o restante do álcool ao seu vidro, agite e passe pelo pano e pelo filtro de café novamente. Siga o mesmo processo para agitar a jarra e coar como fez na primeira rodada. 

7. Agora é hora de reduzir essa mistura, deixando uma quantidade significativa de álcool evaporar (cerca de metade do volume). Tudo o que você precisa fazer é deixar o frasco com a tampa aberta em temperatura ambiente por várias horas. Você pode colocar o pote na frente de um ventilador para acelerar o processo.

8. Assim que cerca de metade do álcool evaporar, a tintura está pronta para ser guardada nos frascos conta-gotas âmbar. Para manter a tintura preservada para uso a longo prazo, guarde na geladeira.

Foto colorida de um frasco de vidro marrom contendo tintura de cannabis, com contagotas
Importante: Comece devagar ao consumir sua tintura de cannabis Fonte: homesteadandchill

Dosando sua tintura

A força da tintura depende do conteúdo canabinoide do seu material inicial. É muito difícil medir o teor de THC da tintura, a menos que você a envie para um laboratório para teste — o que é uma realidade praticamente impossível aqui no Brasil.

Então, comece devagar! Coloque algumas gotas embaixo da língua, espere cerca de 45 minutos e veja se consegue sentir os efeitos. Dose para cima ou para baixo a partir daí. A experimentação é a melhor maneira de encontrar a dose ideal para você.

E aí, gostou desse conteúdo? A gente espera que ele ajude você a entender como pode ser fácil fazer a sua medicina em casa. Você também pode fazer essa receita usando flores — caso ainda não saiba fazer haxixe. Com os concentrados, no entanto, o processo fica mais simples e o resultado é mais potente. 

Se testar, deixa aqui seu comentário — e não esquece de nos seguir lá no Instagram @girlsingreen710.

Até a próxima!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments