GIRLS IN GREEN

Enquanto alguns tipos de cannabis podem te deixar colado ou colada no sofá, existem pessoas que usam variedades da erva para manter o foco. Mas o que a ciência diz sobre isso? A gente conta aqui!

Existe uma enorme variedade de efeitos que você pode sentir quando fuma, come ou consome a cannabis de alguma forma – e, se você se lembra de uma coisa ou outra sobre isso, sabe que tudo depende do organismo da pessoa e do tipo de planta usado. Mas e quanto ao foco e a produtividade: existe alguma chance da maconha afetar essa habilidade?

Enquanto várias pesquisas científicas mostram que sim, o uso de cannabis realmente pode afetar áreas do cérebro responsáveis pela concentração, grande parte dos usuários jura juradinho que ela pode ser uma aliada na hora de riscar tarefas da sua lista diária de afazeres.

E aí, no que acreditar?

Nós sabemos que a ciência tem avançado e tentado explicar todos os fenômenos relacionados à nossa planta favorita, mas também acreditamos que a experiência do usuário conta muito na hora de descobrir os efeitos de cada cepa. Por isso, trazemos nesse texto uma mistura de referências para você mesmo descobrir e decidir o quanto ela funciona para você na hora de focar no que precisa ser feito!

Vamos lá?

Alice focada em fazer fumaça

Foco e concentração? Quero!

É difícil manter o foco: um artigo do New York Times citou um estudo de 2010 da Universidade de Harvard que descobriu que a mente da maioria das pessoas vaga 47% do tempo. E, com tantos de nós trabalhando de casa, não é uma surpresa. A qualquer momento, você está conciliando as responsabilidades do seu trabalho com a sua vida pessoal. Então, como você pode se esforçar e fazer as coisas que precisa fazer? Algumas pessoas dizem que a cannabis pode ajudar.

Alguns usuários se sentem mais concentrados, até mesmo produtivos, depois de consumir ou fumar maconha – embora não haja nenhuma evidência científica de que a cannabis atue sobre os circuitos motivacionais em nossos cérebros.

Na verdade, de acordo com a ciência, o que acontece pode ser o contrário: estudos afirmam que a função psicomotora é mais afetada durante a intoxicação aguda, com algumas evidências de persistência em usuários crônicos e após a cessação do uso. Memória verbal prejudicada, atenção e algumas funções executivas podem persistir após a abstinência prolongada, mas a persistência ou recuperação em todos os domínios cognitivos permanece pouco pesquisada. Associações entre desempenho inferior e uma gama de parâmetros de uso de cannabis, incluindo uma idade mais jovem de início, também são frequentemente relatadas. A gente já falou bastante disso aqui no blog, inclusive!

Plantação de cannabis
Plantação de cannabis

Quais fatores observar?

Pelo que sabemos sobre a forma como os canabinoides e terpenos interagem no nosso sistema endocanabinoide, além dos diferentes níveis desses compostos em cepas Sativa, Indica e híbridas, podemos adivinhar por que algumas pessoas acreditam que a cannabis é a chave para cumprir todas as tarefas diárias.

Embora não tenhamos um estudo específico para isso, é bem comum encontrarmos pessoas que falam que as plantas Indica as deixam coladas no sofá, enquanto as Sativa dão muita energia e fazem a criatividade fluir. Isso porque o perfil canabinoide é bem importante para ditar quais sensações cada bud vai produzir, mesmo que a dicotomia Sativa e Indica não diga tanto assim sobre sua erva. Os terpenos e terpenoides também são essenciais, pois trabalham com as outras substâncias em um processo chamado efeito entourage.

Também existe a possibilidade de que a cannabis possa ajudar a se sentir mais focado porque diminui sua preocupação com tudo o que está acontecendo em seu corpo. Se uma pessoa sente menos dor física ou mental por causa do consumo de cannabis, ela pode se sentir mais apta a se concentrar em uma determinada tarefa.

Mas não é só isso!

Alice sorrindo na plantação de cannabis
Alice na plantação de cannabis

Autoconhecimento é a chave

Sabemos o quanto o efeito da cannabis é subjetivo e pode variar de pessoa para pessoa. Como já falamos aqui no blog, ele pode depender de fatores internos e externos, como:

  • Sua genética e seu sistema endocanabinoide;

  • Seu sexo biológico;

  • A bioquímica do seu corpo;

  • Sua tolerância à erva;

  • Sua saúde física e mental.

Além disso, precisamos estar atentos ao contexto de uso! Em 1964, Timothy Leary introduziu o conceito de “set and setting” em seu guia para a ingestão de psicodélicos “The Psychedelic Experience: A Manual Based o the Tibetan Book of the Dead”. Nele, o setting consiste no ambiente físico no qual o indivíduo se encontra para o consumo da substância, se está iluminado, música alta ou não, etc. Já o set é mais relacionado com a personalidade e o estado mental que o sujeito se encontra na hora de fazer o uso – se está num dia bom, estressado ou não, passando por um processo de luto, etc. Mesmo que o conceito seja relacionado com psicodélicos, os efeitos do consumo de cannabis também são influenciados pelas mesmas variáveis.

Também precisamos pensar que o uso de cannabis é como qualquer outra relação, e todo relacionamento tem fases. Num ponto da sua vida ela pode ajudar, e no outro não. O constante encontro consigo mesmo é essencial para entender se esse relacionamento está fazendo sentido e sendo produtivo para a sua vida ou não. Mas o bom da cannabis é que você sempre pode ir e voltar para ela – a plantinha está sempre disposta a acolher você novamente!

Thais sorrindo, de óculos escuros, na plantação de cannabis
Thais na plantação de cannabis

As cepas mais indicadas

Agora que você já sabe tudo o que envolve o efeito da cannabis no seu corpo, e como ela pode te deixar menos ou mais focado e motivado no seu dia a dia, vamos dar algumas sugestões de strains para você testar!

Tabela indicativa de strains que propiciam melhor foco

E aí, você já se sentiu mais focado e motivado depois de consumir cannabis,
ou prefere aquela chapadeira mais preguiçosa?
Conta aqui pra gente sua experiência!

guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
thaliaswiss@gmail.com
1 ano atrás

Que post incrível, eu me sinto muito mais concentrada e até mais disposta a fazer coisas simples do meu dia a dia e até mais bem feitas ! Ela ajuda muito a me conhecer e fazer ter muito mais foco sem dúvidas.

Thalia
Thalia
1 ano atrás

Que post incrível, eu me sinto muito mais concentrada e até mais disposta a fazer coisas simples do meu dia a dia e até mais bem feitas ! Ela ajuda muito a me conhecer e fazer ter muito mais foco sem dúvidas.

Victor Mussoline
Victor Mussoline
2 meses atrás

Sinceramente, eu fumo semanalmente, e quando usei isso ao meu favor para programar, os códigos tão ficando bem mais limpos e criativos, obviamente não to ficando doidão de uma vez, demoro cerca de 40 minutos pra fumar um fininho, realmente é outro mundo.