GIRLS IN GREEN

Você sabia que hemp e cannabis são diferentes? Cada uma delas tem características especiais e usos distintos, desde medicações, flores que tanto amamos, alimento e fibra. Aqui, a gente te conta mais!

Vocês sabiam que uma mesma espécie de planta pode oferecer tantos potenciais? Desde medicação, alimento, fibra para as mais diversas finalidades, fonte de combustível renovável e até mesmo concreto. Mágico, não é? Nós apostamos que vocês já ouviram falar sobre hemp (ou cânhamo, em português) por aí, e provavelmente relacionou isso à cannabis. Mas, embora venham da mesma espécie de planta, eles têm pouco em comum, principalmente no ponto da legalidade, finalidade e pesquisa. Algumas das grandes diferenças dessas plantas estão tanto suas propriedades quanto folhas, métodos de plantio e utilização.

Para te mostrar mais sobre esse assunto, vamos explicar essas diferenças a você, e também a importância de cada uma delas em vários contextos. Bora lá? Vamos começar.

Planta de maconha outdoor
Planta de maconha outdoor

O que é cânhamo (hemp) e o que é cannabis?

Cannabis refere-se a um gênero de plantas que possui três espécies: indica, sativa e ruderalis. O cânhamo não é uma espécie diferente da planta da cannabis – ele é apenas uma variedade que contém 0,3% ou menos de conteúdo de THC (por peso seco).

Dá uma olhadinha nas diferenças principais:

As classificações foram criadas para diferenciar cannabis intoxicante de cannabis não intoxicante. O cânhamo é uma espécie sativa, enquanto a maconha pode ser sativa, indica ou ruderalis. Ou seja, é uma variedade que não chapa! Nos Estados Unidos, diferente da cannabis, ele é legalizado federalmente. É uma legalização bem recente, de 2018, e ela mostra, pouco a pouco, suas limitações.

O problema é: como ter certeza de que o cânhamo que você plantar vai ter menos de 0.3% de THC? Existem condições variantes, como solo, luz solar e irrigação, que podem afetar a planta e aumentar esse índice. Dessa forma, ela seria inutilizável, segundo as leis americanos, deixando os agricultores desamparados. Esse é um daqueles pequenos problemas que a lei não prevê. No país, inclusive, até mesmo um caminhoneiro foi preso por transportar o cânhamo, quando a polícia o classificou como cannabis, mesmo com certificações da empresa responsável.

Cada país conta com uma política diferente. Existem lugares, como a Dinamarca, que ele é legal para a produção de CBD – que é estritamente controlado por receitas médicas. No Brasil, é uma questão similar – só que nem o cânhamo é permitido. Tudo que provém dele é importado de países produtores.

infográfico sobre as diferenças entre cânhamo e maconha

Qual a diferença do CBD de hemp e de cannabis?

Os produtos CBD provenientes de cânhamo, como óleos e tinturas, são legais em nível federal nos Estados Unidos, desde que estejam em conformidade com outras leis aplicáveis. Dito isto, certos lugares têm sua própria legislação e regulamentação sobre o óleo CBD. Geralmente, o CBD derivado do cânhamo representa a opção mais legal, mundialmente falando. Mas eles têm algumas diferenças, principalmente no modo como são feitos.

A cannabis representa uma fonte mais rica de canabinóides e terpenos do que o cânhamo industrial, pois contém significativamente mais resina (principalmente nas cabeças de tricoma, que é de onde são extraídos os concentrados). O cânhamo contém resina nas flores e folhas também, mas muito menos. A maioria dos cultivadores industriais de cânhamo precisa cultivar grandes quantidades de cânhamo para produzir óleo de CBD, embora agora haja mais espécies de cânhamo ricas em CBD sendo cultivadas.

A semente do cânhamo e sua saúde

Você sabia que o cânhamo, além de tudo, é altamente nutritivo? Suas sementes não possuem THC, mas sim um alto teor de fibras, que induzem a saciedade precoce e também equilibram a função intestinal, estimulando um detox natural, digamos assim.

E está longe de ser só isso: as sementes de cânhamo contém ômega 6 e ômega 3, na proporção exata para compensar o principal desequilíbrio da dieta contemporânea. Essas gorduras naturais ajudam a regular nosso colesterol, diminuir os triglicerídeos no sangue e melhorar a pressão sanguínea. Vinte gramas (uma colher de sobremesa) de hemp seeds por dia correspondem a 100g de salmão assado.

Essas pequeninas também contêm ácido gama linolênico, que traz efeitos antiinflamatórios e aliviam os sintomas do stress, regulando o humor e a sensação de bem estar. Ainda são muito procuradas pelas proteínas que oferecem – essenciais para formação e manutenção de massa muscular, saúde do cabelo, da pele e das unhas.

Sua riqueza em minerais importantes para a saúde óssea e muscular impressiona, além de conter compostos bioativos fitoesteróis, que auxiliam na prevenção de doenças coronarianas, alguns tipos de câncer e doenças crônico degenerativas como o Alzheimer e Parkinson.

Sim, é só tudo isso!

infográfico contendo as informações nutricionais sobre sementes de cânhamo

Curiosidades históricas sobre a planta

  • Como já falamos, o cânhamo é usado pra muita coisa! Curiosamente, essa prática remonta aos tempos antigos – é estimado que ele seja utilizada há mais de 10 mil anos, e tenha sido a primeira primeira planta cultivada pelos seres humanos, com técnicas de agricultura, para uso diverso.

  • Até mesmo a história do Brasil está atrelada a essa erva: as cordas da nau de Pedro Álvares Cabral eram feitas dela!

  • Romanos e gregos, de grandes civilizações cujas invenções caminham conosco até hoje, usavam-na para a fabricação de tecidos, papéis, cordas, palitos e óleo. Ainda é mencionada a utilização do cânhamo para fazer cordas e velas de navios. O material foi essencial para a expansão de diversos povos.

  • A primeira bíblia impressa, feita pelo alemão Johannes Gutemberg, foi produzida em papel de cânhamo. Foi ela que permitiu a disseminação de informação, e muitos enxergam esse momento como o nascimento da imprensa moderna.

Outros usos do cânhamo

A planta é incrível não apenas pelos seus resultados, mas também pelo seu potencial sustentável. De fácil plantio, ela ajuda na qualidade do ar, reduzindo pegadas de carbono, e ainda é milagrosa na recuperação de solo contaminado – mesmo com metais pesados. Entretanto, essa planta que é utilizada para absorver poluentes do solo não pode ser usada para indústria alimentícia ou de cosméticos. Afinal, tudo isso vai acabar parando em nós.

Falando em cosméticos: o óleo de cânhamo vem sendo cada vez mais explorado para esse fim. Além de ter muitas propriedades benéficas para a pele, como regular a oleosidade e combater inflamações, ele pode ser um ótimo aliado ao meio ambiente. Isso porque algumas marcas sustentáveis já estão buscando maneiras de substituir o óleo de palma pelo de cânhamo. Isso é uma notícia maravilhosa para quem luta pela causa ambiental, já que a indústria do óleo de palma é responsável pela degradação de biomas, desmatamento e uma das maiores agentes na extinção dos orangotangos.

Sim, galera. É bem ruim.

Enquanto isso, o cânhamo pode ser usado como um todo: sementes, caule, folhas, para os mais variados fins. Quando seu cultivo respeita as normas, ele pode crescer e se desenvolver em qualquer lugar, sendo uma solução barata e muito mais eco-friendly.

Marcas grandes estão aderindo

A gente dá todo o apoio para todas as marcas que desejam tornar o seu negócio melhor, tanto para as pessoas quanto para o meio ambiente. E é muito interessante ver como esse cuidado, devido à demanda crescente da população, está fazendo a diferença – e só tende a aumentar. Um exemplo é a AVON, que há alguns meses lançou seu primeiro óleo de CBD (no exterior) e sua primeira linha brasileira com óleo de semente de cânhamo.

A marca inglesa The Body Shop também explora os benefícios do cânhamo há anos, e Blazing Beauty, maravilhosamente brasileira, também!

A gente acredita que a cannabis e o cânhamo podem mudar o mundo, transformando ele em um ambiente muito mais sustentável e lindo. É por isso que lutamos tanto por essa plantinha: para que, um dia, ela se livre dos seus estigmas e possa ser aproveitada de forma completa por todos que precisam dela.

Gostou de saber tudo isso? Fica ligadinho aqui no blog, que já já voltamos com ainda mais informações pra você.

FONTES:

https://drbanz.com.br/2019/01/24/maconha-x-canhamo-5-diferencas/

https://www.leafly.com/news/cbd/hemp-vs-cannabis-derived-cbd-whats-the-difference

https://www.healthline.com/health/hemp-oil-for-skin#uses

https://www.hemptouch.com/blog/124-2/

https://www.happi.com/contents/view_breaking-news/2020-01-13/avon-launches-first-cbd-oil/

http://fernandamello.org/pantry-despensa/hemp-seeds/

http://www.blazingbeauty.com.br/prazer-bb-pg-7c987

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments