Redução de Danos

CANETA DE THC: AFINAL, EXISTEM RISCOS AO USAR?

Segundo reports recentes, as canetas de THC com solventes podem ser mais preocupantes do que a gente achava—até mesmo as de empresas legais. Aqui, a gente explica!

Você já deve ter visto por aí as canetas de THC, ou vape pens, daquele tipo que já vem com um cartucho pronto. Anunciadas como uma maneira prática, discreta e gostosa de fumar (principalmente quando o óleo vem saborizado), elas culminaram em polêmica e até mesmo na prisão bem arbitrária de algumas pessoas influentes na cena há pouco tempo atrás. Mas hoje o papo é outro: a gente veio falar nos riscos desse tipo de vape para o seu corpo!

Isso porque relatórios recentes revelaram que as canetas de THC feitas com solventes no mercado legal da Califórnia estão quase todas contaminadas com pesticidas pesados. Esses químicos, encontrados por vezes em quantidades duas mil vezes maiores do que o permitido por lei, podem causar todo o tipo de problema—e muitos estão relacionados ao desenvolvimento de câncer.

Outras pesquisas ainda revelaram que os cartuchos pré-prontos podem conter diversos tipos de metais pesados, mesmo antes de serem aquecidos. Esse estudo foi conduzido no Canadá e analisou canetas do mercado regulamentado e paralelo. Ou seja: isso levanta muitas questões sobre o que estamos consumindo, e sobre o quanto isso realmente pode ser benéfico ou considerado terapêutico.

Hoje, vamos mergulhar na temática da caneta de THC, para desvendar os mistérios por trás de seus cartuchos e descobrir quais são seus riscos para usuários e pacientes. Bora lá?

 

Problemas recém descobertos com a caneta de THC

Se a gente achava que a regulamentação traria mais segurança, tivemos foi uma grande decepção. Uma investigação detalhada conduzida pela The Times e WeedWeek revelou que várias canetas de THC estavam contaminadas com pesticidas, alguns em níveis muito acima dos limites de segurança estabelecidos pelo estado da Califórnia. 

Por exemplo, os testes mostraram que algumas canetas de THC da marca Backpack Boyz continham até duas dúzias de pesticidas, com metade deles acima dos limites de segurança e o pesticida clorfenapir duas mil vezes acima do nível mínimo de detecção permitido.

De acordo com sua reportagem, isso tem raízes no método de fabricação dos cartuchos com solvente. O óleo de THC usado nas canetas é extraído de biomassa de maconha. Ela inclui folhas e caules de menor potência, flores mofadas e até mesmo flores de alta qualidade que ficaram armazenadas por muito tempo. Durante o processo de extração, alguns pesticidas podem ser destruídos. No entanto, a maioria se concentra ainda mais no óleo final, tornando as canetas mais propensas a exceder os limites de segurança em comparação com flores selecionadas.

A adoção de práticas de cultivo intensivo, como estufas densamente plantadas e armazéns industriais, aumenta a vulnerabilidade a infestações de insetos e fungos. Para combater essas pragas de forma rápida e barata, muitos cultivadores recorrem a produtos químicos pesados. O resultado? Contaminação por pesticidas

Para atender à alta demanda de destilados para vaporizadores, fabricantes de óleo a granel frequentemente procuram por maconha de qualidade inferior, muitas vezes contaminada, para comprar a preços descontados. Esse óleo de baixo custo, que domina o mercado, é então misturado para diluir os pesticidas e atender aos limites de triagem do estado. 

E o pior de tudo é que, por serem extremamente perigosos e até mesmo banidos pela regulamentação do país, alguns dos pesticidas passam batido por não serem testados para a obtenção de um certificado de análise.

 

Por dentro da investigação sobre as canetas de THC

canetas de THC
A trima limpa geralmente custa mais caro, e por isso não é usada nas canetas com solvente. Imagem: Girls in Green.

Em fevereiro de 2022, um grupo de laboratórios de teste de maconha da Califórnia, preocupado com fraudes generalizadas nas alegações de potência da planta, formou um “round robin” cego. Cada laboratório testou amostras de flores de varejo sem saber de quem eram as amostras. Durante esses testes, um lote de flores foi encontrado com níveis de piretrinas três vezes acima do permitido.

Reguladores da indústria foram alertados sobre a contaminação por pesticidas, mas não emitiram recalls imediatos. De fato, a primeira tentativa de remoção de um produto por contaminação de pesticidas na Califórnia ocorreu apenas no final de 2023. Ou seja: seis anos após a legalização das vendas recreativas!

Os testes realizados por laboratórios independentes e confirmados pelo The Times e WeedWeek revelaram que muitos produtos, incluindo vaporizadores de marcas como West Coast Cure e Backpack Boyz, continham uma variedade de pesticidas não divulgados. Por exemplo, as canetas de vaporizador da West Coast Cure continham uma mistura de pesticidas ilegais. Enquanto isso, as canetas da Backpack Boyz estavam contaminadas com clorfenapir, bifenazato, bifentrina, etoxazol, malationa, miclobutanil, butóxido de piperonila, piretrinas e spiromesifen.

Demorou 41 dias após a reclamação de um laboratório para que os reguladores da Califórnia anunciassem o primeiro recall de pesticidas de um produto de cannabis, a flor Zoap vendida pela Grizzly Peak Farms. Além disso, o laboratório ProForma Labs, que havia aprovado o produto para o mercado, teve sua licença revogada. Apesar disso, não houve ações contra os cultivadores da marca Kolas, que cultivaram a cepa Zoap.

A investigação ainda mostrou que os reguladores frequentemente relutavam em adotar uma postura firme sobre a contaminação por pesticidas para não “perturbar o mercado”. Além disso, outras agências do governo se recusaram a divulgar registros completos sobre pesticidas encontrados em operações de apreensão ou relatórios de pesticidas em cultivos.

 

Os dados mais alarmantes

Esse relatório, que é cheio de informações de deixar qualquer um de queixo caído, mostra o lado negativo do uso de cartuchos com solvente—que já falamos muito por aqui. Mas os que mais nos chamaram a atenção foram:

  • Contaminação pesada: um lote de canetas Backpack Boyz foi encontrado com clorfenapir 2.000 vezes acima do nível mínimo de detecção permitido.
  • Variedade imensa de pesticidas: outras canetas de THC da Backpack Boyz continham até duas dúzias de pesticidas diferentes.
  • Demora na ação: o primeiro recall de pesticidas em produtos de cannabis na Califórnia ocorreu seis anos após a legalização das vendas recreativas. Isso mostra a ineficiência das agências do Estado.
  • Demandas de mercado: com essa inação e a falta de informação ao público, as vendas de vaporizadores na Califórnia triplicaram de 2020 a 2023. Assim, atingiram um mercado de $1,4 bilhão.

Essa investigação indicou uma falta significativa de fiscalização e ação reguladora. Tudo isso resultou em produtos de maconha potencialmente perigosos sendo vendidos como seguros para consumo!

 

Quais os riscos do uso desse tipo de substância?

Cartuchos pré-prontos, mesmo do mercado legal, podem sim trazer riscos para a saúde. Imagem: Canva.

O uso de canetas de THC contaminadas com pesticidas e outras substâncias perigosas pode acarretar vários riscos à saúde. Alguns dos principais incluem:

Toxicidade aguda:

  • Náusea e vômito;
  • Dores de cabeça e tontura;
  • Dificuldades respiratórias.
  • Confusão e desorientação;
  • Convulsões.

Efeitos crônicos:

  • Danos ao sistema nervoso, incluindo problemas de memória e função cognitiva;
  • Risco de problemas cardíacos, incluindo hipertensão e arritmias;
  • Problemas de desenvolvimento, fertilidade e outras disfunções hormonais;
  • Risco de desenvolver vários tipos de câncer, incluindo câncer de pulmão, fígado e outros órgãos;
  • Supressão do sistema imunológico, tornando o corpo mais suscetível a infecções e doenças.

Populações de alto risco

Indivíduos com asma, DPOC ou outras condições respiratórias são particularmente vulneráveis aos efeitos irritantes e tóxicos dos pesticidas. Além disso, pessoas em tratamento de câncer ou outras doenças graves também podem ter sistemas imunológicos comprometidos. Por isso, são mais suscetíveis aos efeitos adversos.

 

FAQ

O que são canetas de THC? 

Canetas de THC são dispositivos de vaporização que contêm óleo de tetrahidrocanabinol (THC). Esse, por sua vez, é o principal composto “chapante” da cannabis.

Quais são os riscos de usar canetas de THC contaminadas? 

Os riscos incluem toxicidade aguda, problemas respiratórios e efeitos neurológicos. Além disso, risco aumentado de câncer, supressão imunológica e efeitos hormonais adversos podem ser observados.

Quais pesticidas foram encontrados em canetas de THC? 

Pesticidas como clorfenapir, malation, e outros proibidos em qualquer nível foram encontrados em produtos analisados. Muitos desses, proibidos nos EUA, não são testados para a obtenção de um COA.

Por que é perigoso usar produtos com pesticidas? 

Pesticidas podem causar uma série de problemas de saúde. Eles incluem náuseas, dores de cabeça, confusão, problemas respiratórios, e até câncer a longo prazo.

Como posso saber se uma caneta de THC é segura? 

Procure produtos feitos sem o uso de solventes, preferencialmente provenientes de cultivos orgânicos. Outro modo de se defender disso é preferir vaporizadores de concentrados ou de ervas, sem cartuchos pré-prontos.

O que os reguladores estão fazendo sobre este problema? 

O Departamento de Controle de Cannabis da Califórnia realizou alguns recalls e está aumentando os esforços de fiscalização. Mas ainda há lacunas significativas na regulamentação!

Qual foi o impacto das denúncias de contaminação? 

Denúncias levaram a recalls de produtos, multas para fabricantes, e maior escrutínio sobre os laboratórios de testes. Entretanto, muitos produtos contaminados ainda chegam ao mercado.

Qual é a posição dos fabricantes sobre a contaminação? 

Alguns fabricantes defendem a segurança de seus produtos e culpam laboratórios de testes por resultados inconsistentes. Enquanto isso, outros estão tomando medidas para melhorar a segurança.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments