GIRLS IN GREEN

Produções agrícolas em harmonia com a natureza, respeitando seus limites, excluindo o uso de produtos químicos e estimulando agricultores a se conectarem com suas terras: essa é a agricultura biodinâmica!

O movimento da agricultura biodinâmica surgiu em resposta às práticas industriais e mecanizadas presentes no início do XX. Fazendeiros buscavam uma nova forma de produzir alimentos em maior harmonia com a natureza. O método foi criado com base nas teorias de Rudolf Steiner, filósofo e pai da Antroposofia, com o objetivo de alcançar uma melhor qualidade nutricional dos alimentos sem usar nenhum tipo de produtos químicos sintéticos, fertilizantes artificiais, hormônios do crescimento ou alimentos geneticamente modificados. Além disso, a prática busca compreender o solo como um recurso vivo e não renovável.

Quer saber mais sobre esse assunto super importante para pensar o plantio da cannabis? Vem com a gente!

Mulher andando em uma plantação de cannabis outdoor
Plantação de cannabis

Como ela surgiu?

A economia europeia mudou completamente em menos de dois séculos, e o que eram antes eram terras agrícolas rapidamente tornaram-se parte da corrida industrial. A Primeira Guerra Mundial devastou muito mais do que famílias, casas e cidades: a biodiversidade desses locais também foi severamente afetada. Em 1924, agricultores e pesquisadores se reuniram com Rudolf Steiner em Koberwitz para iniciar o que seria o livro Agricultura: Fundamentos Espirituais para a Renovação da Agricultura, com oito palestras e cinco discussões que orientam o caminho para o desenvolvimento de práticas biodinâmicas.

Muitos agricultores estavam preocupados com o esgotamento do solo, o uso de fertilizantes químicos e como essas práticas exerciam um grande papel na deterioração das plantações e biodiversidade. Essa nova abordagem trouxe a ideia de reconhecer a fazenda como um recurso vivo e um organismo auto sustentável por meio de diferentes práticas biológicas e dinâmicas, como utilização de adubos verdes, cover crops, compostagem, plantio companheiro, uso do esterco de diferentes animais, plantio com base no calendário, chás para controle de pragas, homeopatias e radiônicos.

No mesmo ano, o Movimento Biodinâmico foi estabelecido após um longo período de guerra. Essa forma de se relacionar com a agricultura visava uma reconexão com a Mãe Natureza e seus ciclos por meio de práticas sustentáveis de jardinagem. Alguns métodos podem causar a impressão de bruxaria, levando em consideração os ciclos do sol, da lua e das estrelas (zodíaco). Mesmo assim, essa abordagem é reconhecida e praticada em todo o mundo, adaptando-se aos ritmos da natureza de qualquer terra e cultura.

A agricultura biodinâmica engloba práticas da agricultura orgânica, mas vai muito além disso.

Uma aproximação com a ciência de uma forma mais espiritual foi algo que Steiner trouxe quando considerou a agricultura como uma temática que deveria ser abordada de forma holística. Dentre os objetivos dessa prática, um dos mais importantes é alcançar um equilíbrio entre o mundo físico e o mundo espiritual. Na jardinagem, a orgânica se alinha com muitas das práticas da agricultura biodinâmica, mas não inclui outros aspectos de compreensão holística.

Girassóis e cannabis crescendo juntos contra o sol
Girassóis e cannabis crescendo juntos em harmonia

Conexão com o cultivo

Steiner entendia as fazendas como organismos vivos e auto sustentáveis. Ele defendia a importância de capacitar agricultores individualmente para entenderem como lidar com as suas próprias terras, estimular a sua conexão com elas e, consequentemente, com a Mãe Natureza. Além disso, buscava soluções sustentáveis para um sistema agrícola que fosse regenerativo e levasse em consideração as gerações futuras. A busca de maneiras de restaurar o solo pós colheitas é uma das práticas importantes desse movimento, mas sua compreensão holística abrange inclusive o transporte desses alimentos voltados para consumo local e menores pegadas de carbono.

Outra pessoa importante na abordagem biodinâmica é Maria Thun (1922-2012), uma mulher alemã que dedicou grande parte de sua vida a investigar e escrever sobre a conexão entre forças cósmicas e o crescimento de plantas. Thun fez muitas experiências para desenvolver o que logo se tornaria seu calendário, dividindo seu ciclo em quatro aspectos: dias de folhas, frutas, flores e raízes.

As práticas biodinâmicas incluem fatores espaciais e também temporais da agricultura em seu sistema, reconhecendo a agricultura como parte de um sistema natural como um todo, e não fragmentado (Maria Thun, 2000). Em seu calendário, ela mostra os dias ideais para podar, semear e colher diferentes plantas. Seu calendário de plantio e semeadura é publicado anualmente há mais de 50 anos. A simplicidade de tal  sistema pode ser praticada por jardineiros experientes ou iniciantes

Evidências científicas

Por mais que a Abordagem Biodinâmica seja considerada altamente sustentável e eficaz, há uma falta de evidências científicas, o que dificulta a integração dessa prática. Lembrando que Steiner reúne nesse processo o universo da ciência à espiritualidade, portanto, uma falta de embasamento científico poderia ser esperada devido a divergências entre os modelos. Outros críticos da agricultura biodinâmica defendem que o método não é tão rentável e eficaz, principalmente para produção de maiores escalas.

Mas, ao pedir ao fazendeiro que olhe para a lua em busca de orientação, ilumina-se nossa conexão entre aspectos aparentemente desconectadas. As filosofias da agricultura biodinâmica nos permitem ampliar nossa perspectiva e perceber a natureza interconectada do nosso universo em relação ao espaço que ocupamos nele. Em suas práticas básicas, a agricultura biodinâmica não é apenas ciência, mas também uma filosofia espiritual que envolve as escolhas e implicações éticas por trás de nossas práticas agrícolas.

FONTES:

John Paull. Ernesto Genoni — Australia’s pioneer of biodynamic agriculture. Journal of Organics, 2014 (pp.57-81).

Steve Diver — NCAT Agriculture Specialist February 1999. (n.d.).

Maria Thun  — Gardening for Life: The Biodynamic Way (Art and Science), 2000.

Biodynamic Gardening  — BK Publisher, 2015.

guest
12 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
monica_brun@live.com
2 anos atrás

Adorei a conexão entre a produção biodinamica e o cultivo da cannabis!
Faz todo o sentido, e é justamente essa energia que me move.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Que incrível Bruna, pra gente também!

habner.0420@gmail.com
11 meses atrás

Gracias pelas informaçoes!

monica_brun@live.com
2 anos atrás

Adorei a conexão entre a produção biodinamica e o cultivo da cannabis!
Faz todo o sentido, e é justamente essa energia que me move.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Que incrível Bruna, pra gente também!

habner.0420@gmail.com
11 meses atrás

Gracias pelas informaçoes!

monica_brun@live.com
2 anos atrás

Adorei a conexão entre a produção biodinamica e o cultivo da cannabis!
Faz todo o sentido, e é justamente essa energia que me move.

meriscala@gmail.com
2 anos atrás

Que incrível Bruna, pra gente também!

habner.0420@gmail.com
11 meses atrás

Gracias pelas informaçoes!

Monica brun
Monica brun
2 anos atrás

Adorei a conexão entre a produção biodinamica e o cultivo da cannabis!
Faz todo o sentido, e é justamente essa energia que me move.

Girls In Green
2 anos atrás
Reply to  Monica brun

Que incrível Bruna, pra gente também!

Habner Gomes
Habner Gomes
11 meses atrás

Gracias pelas informaçoes!