GIRLS IN GREEN

Uma das mais famosas criações de Shulgin, o 2C-B não é novidade, mas tem se popularizado nos últimos anos. Venha descobrir mais sobre ele!

Em meados da década de 70, o químico russo-americano Sasha Shulgin tinha uma grande missão em mãos: estudar, entender e sintetizar moléculas psicoativas das mais diversas. Antidepressivos, afrodisíacos, estimulantes e uma pá de outros tipos de substâncias nasceu ou se popularizou através de seus esforços. O 2C-B é uma delas.

O 2C-B foi sintetizado pela primeira vez por Shulgin em 1974, e suas descobertas foram relatadas em seu livro de 1991 intitulado PiHKAL. Depois disso, houve algum uso relatado de 2C-B por psicoterapeutas na década de 1970, que foi seguido por um avanço no uso de drogas recreativas nos anos 70 e 80 — as chamadas drogas de rua. Mas sua proibição não tardou a chegar.

Hoje, a gente vê o 2C-B se popularizando novamente, principalmente no cenário eletrônico. Por isso, a gente acredita que seja interessante trazer algumas informações sobre essa substância ainda tão misteriosa! Afinal, conhecer o que consumimos é a regra número um quando falamos em Redução de Danos.

Vamos lá?

Foto colorida de uma  pílula de 2C-B em fundo preto
Pílula de 2C-B

O que é 2C-B?

2C-B significa 2,5-dimetoxi-4-bromofenetilamina, e se trata de uma droga sintética com efeitos psicodélicos. Essa molécula é um derivado da feniletilamina e tem uma estrutura semelhante à mescalina, da qual já falamos aqui no blog! Segundo relatos, ela conta com efeitos visuais e algumas propriedades estimulantes, com algumas semelhanças entre LSD e MDMA.

Atualmente, 2C-B (e outros medicamentos da série 2C, como 2C-D, 2C-E, 2C-I, 2C-P) são ilegais, o que significa que é expressamente proibido possuir, fornecer e produzi-las. Nos últimos anos, sua popularidade aumentou na cena de raves e festivais.

Como o 2C-B é encontrado e usado?

O 2C-B normalmente é encontrado em cristais brancos ou em pó, em pílulas ou cápsulas. São comumente tomados por via oral, em dosagens que variam entre 15-25 mg. Ele também pode ser inalado, mas é bem mais arriscado e as dosagens necessárias para chegar no mesmo resultado são menores.

A “dependência” em 2C-B é improvável, já que o 2C-B é considerado como tendo um baixo potencial de dependência, semelhante a outras drogas psicodélicas.

E de que forma o 2C-B afeta o nosso cérebro?

As pesquisas sobre 2C-B ainda são bem limitadas, já que a substância é relativamente nova e foi proibida pouco tempo depois de sua criação. No entanto, sugere-se que os receptores 5-HT2 e α-adrenérgicos estejam envolvidos na sua atuação. O receptor 5-HT2A está associado a psicodélicos clássicos, incluindo LSD e psilocibina, por meio dos quais a droga se liga e age como agonistas. 

Mas existem evidências conflitantes sobre o mecanismo de ação do 2C-B, pois algumas pesquisas sugerem que o 2C-B atua como um agonista parcial no receptor 5-HT2A, enquanto outras pesquisas sugerem que o 2C-B atua como um antagonista no receptor 5-HT2A. Receptor HT2A. Também foi sugerido que o receptor 5-HT2C pode estar envolvido na resposta ativada e que o receptor α1-adrenérgico é responsável pelos efeitos estimulantes.

Ou seja: precisamos de mais evidências para falar exatamente o que acontece com seu organismo ao consumir o 2C-B!

Experiências psicodélica

Quais os efeitos do 2C-B?

Embora não se saiba 100% como ele aja, os efeitos do 2C-B já foram bem observados e relatados. 

O tempo de início de 2C-B é tipicamente entre 45-75 minutos após o consumo oral. Um período de “despertar” com duração de 15 a 30 minutos é comumente descrito, e pode incluir sentimentos de antecipação e ansiedade, bem como formigamento e alfinetadas pelo corpo.

Alguns estudos observacionais recentes forneceram informações valiosas sobre os efeitos emocionais e farmacológicos do 2C-B. Eles dependem muito da dose, mas incluem:

  • Humor elevado e sentimentos de euforia;
  • Vontade de rir;
  • Alterações visuais e auditivas e alucinações;
  • Energia aprimorada;
  • Excitação sexual e aumento da libido;
  • Náuseas, vômitos e diarreia.

Existem riscos ao usar 2C-B?

Por induzir uma experiência psicodélica, o 2C-B pode causar alterações de humor, bem como alucinações visuais e auditivas. A natureza de uma viagem dessas pode ser emocionalmente desafiadora para alguns, causando ansiedade e paranoia. 

Relatos anedóticos sugerem que o uso ocasional de 2C-B está associado a baixa toxicidade e é fisiologicamente bem tolerado. No entanto, faltam estudos científicos sobre a toxicidade e os efeitos a longo prazo do 2C-B. Um estudo observacional recente investigou os efeitos farmacológicos imediatos da substância evidenciou o aumento da frequência cardíaca e pressão arterial após o consumo. Portanto, ele pode ser perigoso para pessoas com problemas cardíacos.

A dosagem de 2C-B é medida em miligramas, e os efeitos são altamente dependentes da dose. Existe uma curva de resposta bastante acentuada, o que significa que pequenas alterações na dose podem ter efeitos drásticos na experiência 2C-B. Alexander Shulgin afirma em PiHKAL que “na faixa de 12 a 24 miligramas, cada 2 miligramas pode causar um aumento profundo ou mudança de resposta”. Portanto, é fundamental que elas sejam medidas com precisão.

Não misture o 2C-B com outras drogas. Fonte:verywellmind

Pode misturar 2C-B e outras drogas?

O 2C-B não deve, sob hipótese alguma, ser consumido com álcool ou outras drogas. Não use a substância especialmente com:

  • Tramadol, devido ao risco aumentado de convulsão;
  • Ayahuasca ou changa, pois ambos contêm MAOIs;
  • Outros estimulantes, incluindo cocaína e anfetaminas;
  • Maconha;
  • Psicodélicos, pois isso acarreta o risco de tornar a viagem mais intensa.

Dicas para reduzir danos ao usar 2C-B

Como já falamos, o 2C-B produz uma experiência psicodélica combinada a propriedades estimulantes. Se você estiver pensando em usá-la, a gente recomenda:

Se educar e preparar antes

É importante que você se informe totalmente sobre os riscos à saúde e as interações medicamentosas associadas ao 2C-B e garanta que uma dose precisa e adequada seja consumida. O 2C-B tem algumas propriedades estimulantes e, portanto, é importante manter-se hidratado, especialmente ao dançar nas festinhas!

Entender o melhor set and setting

“Set” refere-se ao estado mental de uma pessoa, incluindo seu humor, pensamentos e expectativas no momento do uso. Ele pode ter um efeito significativo na experiência da viagem e, portanto, é aconselhável que o 2C-B seja consumido apenas quando a pessoa estiver em um estado de espírito positivo e estável. Já o “setting” refere-se ao ambiente e à situação social em que a droga é consumida. Embora alguns considerem o 2C-B um psicodélico mais suave, é aconselhável que seja consumido em ambiente seguro e familiar, que não ofereça perigos.

Trip sitters!

Uma (ou um) trip sitter é basicamente uma babá sóbria. Essa companhia é recomendada para aqueles com experiência limitada em drogas psicodélicas. Quem ficar responsável por isso pode fornecer segurança e apoio durante e após a viagem. 

Aqui, a gente explica como ser uma boa trip sitter.

Teste sua droga

2C-B pode ser testado usando o Marquis Reagent (NIK® test A) e produzirá uma cor amarela/verde. Existem outros kits de teste de drogas disponíveis que podem ser usados ​​para maior esclarecimento de substâncias, mas é importante avaliar as limitações na determinação das diferenças entre a série 2C de drogas.

Ann e Sasha Shulgin por Alex Grey

E lembre-se!

O 2C-B faz parte da família 2C de fenetilaminas psicodélicas, muitas das quais foram originalmente sintetizadas por Alexander Shulgin. Outras drogas 2C populares incluem 2C-D, 2C-E, 2C-I e 2C-P. No entanto, os efeitos de cada variação da 2C são distintos e a educação sobre as diferenças é recomendada antes do consumo de outros medicamentos da família. Se cuide, viu?

E aí, gostou dessas informações? Esperamos que elas sejam valiosas e ajudem você a reduzir danos, tendo uma experiência mais segura e consciente. Para saber mais sobre psicodélicos, universo canábico e Redução de Danos, não esqueça de nos seguir lá no nosso Instagram @girlsingreen710.

Até a próxima!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments